Artilharia das redes sociais já mira novo ministro da Educação - Revista Oeste

Em 11 jul 2020, 13:59

Artilharia das redes sociais já mira novo ministro da Educação

11 jul 2020, 13:59

Milton Ribeiro aparece num vídeo em que defende “educar crianças com dor”

Internet ministro da Educação

Depois de Carlos Alberto Decotelli e Renato Feder, chegou a vez de Milton Ribeiro enfrentar a artilharia das redes sociais. Horas depois de ser anunciado por Jair Bolsonaro como o novo ministro da Educação, Ribeiro teve seu nome envolvido numa polêmica: um vídeo em que defende “educar crianças com dor”.

O novo ministro é pastor na Igreja Presbiteriana e, segundo seu currículo na plataforma Lattes, é graduado em Teologia e Direito, tem mestrado em Direito e doutorado em Educação. Além disso, é membro do Conselho Deliberativo do Instituto Presbiteriano Mackenzie, órgão mantenedor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, da qual foi vice-reitor.

Em uma das gravações, feita durante uma pregação em 2016 com o tema “A Vara da Disciplina”, Ribeiro ensina as mães a manter seus filhos no bom caminho com “rigor e severidade”. Em seguida, ao antecipar possíveis críticas de que seu método pudesse ser considerado antipedagógico, acrescenta: “Eu amo as crianças da minha igreja”.

Figura paterna

Em outro vídeo, o agora ministro fala sobre a importância do pai nas famílias. Segundo ele, a figura paterna é que deve dar o direcionamento da casa, através da imposição. “Se o pai é ausente dentro da casa, o inimigo ataca”, diz Ribeiro.

Segundo interlocutores do governo, Milton Ribeiro foi escolhido para o cargo justamente pelo “apreço à família e aos valores”.

Em mensagem direcionada a amigos pouco depois de ser anunciado para o comando do MEC, Ribeiro disse que acreditava ser a “hora de darmos atenção especial à educação básica, fundamental e ao ensino profissionalizante” e de “incrementar o ensino superior e a pesquisa científica”

Outros casos

Desde a saída de Abraham Weintraub, Bolsonaro tentou nomear dois ministros, mas ambos não resistiram à pressão e acabaram não assumindo a pasta. O primeiro, Carlos Alberto Decotelli, renunciou antes mesmo de tomar posse, acusado de incluir informações falsas no currículo.

O outro, Renato Feder, secretário de Educação do Paraná, chegou a confirmar o convite e dizer que aceitava a função. Entretanto, negou tudo depois de pressões de olavistas e militares.

A artilharia está novamente a postos. Será que, dessa vez, Milton Ribeiro resistirá?

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

20 Comentários

  1. Ele está correto nos dois casos e quase todo adulto não leite com pera e não esquerdista concorda.
    Boa sorte pros esquerdistas aí querendo derrubar ele

    Responder
    • Essa gente vai atirar pedras até em Jesus Cristo, se ele voltar à Terra. O negócio é deixá-los falando sozinhos e tocar o barco.

      Responder
      • 👏👏👏👏👏

        Responder
  2. Provérbios 23:13,14
    Não hesites em disciplinar a criança; ainda que precises corrigi-la com a vara, ela não morrerá.
    Provérbios 29:15
    A vara da disciplina e as palavras da repreensão dão sabedoria, mas o jovem abandonado à sua própria sorte envergonhará sua mãe.
    FUI CORRIGIDA QUANDO CRIANÇA E NÃO MORRI, PELO CONTRÁRIO, ME ORGULHO DO QUE ME TORNEI.
    Frases tiradas de contexto pra criar polêmica. Vamos ler a Bíblia, progressistas e petezada??

    Responder
    • Uė o Celso de Mello não estava atrás de Jair Bolsonaro “sob vara”?

      E Alexandre de Moraes?

      Responder
      • Rosely, o PRESIDENTE é autoridade MÁXIMA neste pais! Mais que qualquer ministro do supremo. Segue mais um ensinamento bíblico pra você:
        Tito 3:1
        Lembra a todos que devem ser submissos aos que sobre eles governam; e às autoridades, sejam obedientes, estejam sempre prontos a fazer tudo o que é bom,

        Responder
  3. “A vara da disciplina e as palavras da repreensão dão sabedoria, mas o jovem abandonado à sua própria sorte envergonhará sua mãe.” – Provérbios 29:15

    “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.” – Provérbios 22:6

    Avante, Ministro! Tens o apoio da maioria da população brasileira, que é cristã e defende disciplina e bons costumes.

    Responder
  4. Tudo isso quando colocado no contexto de quem conhece a visão de mundo de um cristão, como é o caso, sabe bem que não existe extremismos ai, ele não sugere uso de violência nem dominação do homem sobre a mulher. Essa realidade é pautada no mundo cristão, que tem seu contexto próprio, o que dificilmente esses ditos críticos vão procurar entender.

    Responder
  5. Na minha família o que mais tem é PROFESSOR; o que mais reclamam é a INDISCIPLINA EM SALA DE AULA e a negligência dos pais. Os pais jogaram no colo dos professores a responsabilidade de CRIAR seus filhos e o resultado É UMA GERAÇÃO MELINDROSA, DEPRESSIVA E CHEIA DE COMPLEXOS.
    Agora quem substitui os pais são os BLOGUEIROS, como Felipe Neto.

    Responder
    • Corretíssimo!
      Além da indisciplina, possuem arrogância, egoísmo, falta de solidariedade com os colegas.

      Responder
  6. Este ministro tem tudo para Gerir o MEC e não deve dar ouvidos a estes esquerdopatas . A caravana passa e os cães ladram …. lembrando o grande colunista da revista O Cruzeiro

    Responder
  7. Estou com 74 anos, então já não sei bem se estou entendendo o que é EDUCAÇÃO, como obrigação do Estado. Sim, porque atualmente mais vejo as famílias gerarem filhos sem qualquer compromisso com planejamento familiar, saúde e educação, e a partir dai a obrigação de cria-las é do Estado, pois em seguida já os entrega a creches e por ai vai. O Estado não fornece somente educação, mas um verdadeiro pensionato. Basta ver as matérias críticas da grande imprensa, normalmente questionando o Estado com a alimentação, material escolar, uniformes, transporte, enfim tudo que no nosso tempo, mesmo em escolas públicas, eram deveres dos pais, e a escola fornecia a educação complementar a familiar e os ensinamentos curriculares. Atualmente, os pais motivados pela imprensa e por políticos sem caráter, estão sempre questionando a precariedade do ensino. O que mais a gente vê são ONGs e profissionais de ensino que nos consomem 85% dos gastos com educação e estão sempre questionando por mais verbas. E o nosso ensino com os piores indicadores do PISA. E agora vem esses mesmos educadores com generosos salários e que não perdem o emprego, questionar os indicados pelo governo Bolsonaro, como se em 18 meses, o governo estivesse destruindo nosso ambiente educacional. Lembro que no inicio do governo, o presidente Bolsonaro chegou a convidar Viviane Senna, presidente do Instituto Aírton Senna para o Ministério e ela não aceitou e teria indicado Mozart Neves Ramos, conhecido educador pernambucano. Se Viviane aceitasse, como estariam esses contestadores?

    Responder
  8. Já dizia o antigo ditado: “É de menino que se torce o pepino”. Srs. pais, não deixem os esquerdistas/comunistas adotarem seus filhos. Força ministro!

    Responder
  9. É mais uma questão para se entristecer com os rumos do país! Este senhor, com pensamentos medievais, talvez sugira que a antiga vara de marmelo ou quem sabe, um chicote, esteja presente em sala de aula e também na casa de familias, onde criancas sejam “ educadas com dor “! Além da covardia de espancar crianças, e porque também “não mulheres desobedientes “, o modelo sugere e suporta à ideia que o abuso, e não o afeto, a ternura, o amor, seria o que constrói seres corretos !! Como psiquiatra encontro em meu consultório muitas pessoas crescidas com “ o pepino certo”, na verdade, vítimas” empepinadas “ que tendem a reproduzir o mesmo modelo de dor e sofrimento em suas relações!! Que tristeza, mais uma escolha sem sentido! Alberto Stein, Médico-Psiquiatra

    Responder
    • Tinha que ser psiquiatra pra falar tantas aneiras!! O que tem a ver a DISCIPLINA com o ESPANCAMENTO, doutor Alberto?? Quantas vezes você meditou na Bíblia e nos ensinamentos do homem mais sábio do mundo, SALOMÃO?
      AUGUSTO CURY era tão arrogante e ignorante quanto você, Alberto Stein! Mas um dia ele resolveu estudar a personalidade de CRISTO e pra sua surpresa foi CONVENCIDO, que era só mais POBRE MORTAL e que nada sabia.

      Responder
  10. Não recomendo que as crianças sejam criadas e educadas, assistindo novelas de TVs.

    Responder
  11. Esses críticos só querem tumultuar. Não acrescentam em nada, não possuem sugestões. Sào contra tudo e pronto.

    Responder
  12. Tenho orgulho da criação que recebi dos meus pais, avós e que vieram dos meus ancestrais desde o tempo do Império do Brasil. Aprendi a respeitar os mais velhos, ajudar nos afazeres de casa, trabalhar com meu pai em seu comércio desde pequeno. Desde sempre fui ensinado a tratar os professores na escola com gentileza e me esforçar no aprendizado para não envergonhar o legado da minha família. Fui ensinado que os nossos valores e princípios familiares que vem de gerações devem ser aplicados em todas as circunstâncias. Temos um nome a zelar dizia meus pais e avós. Só conseguimos prosperar fazendo o bem ao próximo e seguindo o que a Palavra de Deus nos ensina. Sou bem sucedido na vida, constitui minha família com as bençãos de Deus por receber a disciplina e as orientações no tempo certo. Muitas foram as vezes em que foi repreendido com a boa e velha varinha e a conhecida cinta. Morri, não! Deixei de amar meus pais, jamais! Agora vemos os ditos “educadores de plantão” que mal saíram das fraldas querendo ensinar asneiras como: Não pode bater na criança, criança tem que ter sua opinião atendida, Criança é quem manda na casa, Não tem de haver hierarquia, Disciplina não pode, Criança tem de escolher o sexo ao qual quer seguir e outras bizarrices.
    Tomamos as rédeas do nosso país. Quem dita o que devemos fazer somo nós. Temos o exemplo dos nossos ancestrais e vamos dar continuidade. Somo um país conservador e assim permaneceremos. Os malditos comunistas que vivam em Cuba, Coréia do Norte, China e nas ditaduras que acharem boas, mas não queiram impor o comunismo no Brasil. Vamos Sentar a Pua nos comunistas.

    Responder
  13. A esquerdalha é muito cara de pau. destruíram a educação por décadas e agora ainda posam de defensores e proprietários da pauta da educação.

    Responder
  14. A DOR DE OBEDECER A DISCIPLINA, A DOR DE OBEDECER QUEM MANDA, A DOR DA HIERARQUIA, A DOR DE RECEBER EDUCAÇÃO DOS PAIS E DOS PROFESSORES, ……PUTZ COMO TEM GENTE IDIOTA TORCENDO SEMPRE CONTRA…….DEVERIAM SER MAIS PRODUTIVOS NO TRABALHO QUE FAZEM E NÃO EM DESINFORMAÇÃO

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias