-Publicidade-

Abate de bovinos registra queda de 8,5%, informa IBGE

Foram abatidos 29,7 milhões de animais no Brasil em 2020
Após três anos de crescimento, o abate de bovinos no país registrou queda de 8,5%
Após três anos de crescimento, o abate de bovinos no país registrou queda de 8,5% | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O abate de bovinos no país caiu 8,5% em 2020, depois de três anos de crescimento. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 18, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foram abatidos 29,7 milhões de animais no Brasil no ano passado. “A arroba subiu de preço; o bezerro, um dos principais insumos de produção, está escasso e valorizado. Isso quer dizer que, quem tem fêmea, retém para criação de mais bezerros”, explicou Bernardo Viscardi, pesquisador do IBGE. Por outro lado, os abates de suínos e de frangos atingiram valores recordes em 2020. Os suínos, por exemplo, vêm apresentando crescimento no abate desde 2005. No ano passado, foram 49,3 milhões de animais, 6,4% a mais do que em 2019. No caso dos frangos, foram abatidos 6 bilhões, um aumento de 3,3% em relação ao ano anterior. Também tiveram valores recordes em 2020 a produção de ovos, com 4 bilhões de dúzias (3% a mais que 2019), e a aquisição de leite pelas unidades processadoras, com 25,5 bilhões de litros (alta de 2,1%). A aquisição de couro pelos curtumes fechou 2020 com queda de 7,4% em relação a 2019. Foram adquiridos 30,8 milhões de peças inteiras de couro.

Leia também: “‘Ambientalismo retrógrado’, afirma Xico Graziano sobre Zoneamento Ecológico Econômico de MT”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.