Algodão brasileiro é destaque na China

Os dois países querem ampliar o comércio bilateral
-Publicidade-
Lavoura de algodão no Brasil | Foto: Wenderson Araujo/Flickr
Lavoura de algodão no Brasil | Foto: Wenderson Araujo/Flickr

A cada ano, os chineses vão se tornando o principal comprador do algodão brasileiro. Na safra 2020/2021, eles foram responsáveis por adquirir 30% dos mais de 2 milhões de toneladas do produto enviado ao exterior. O Vietnã (17%), o Paquistão (12%) e a Turquia (12%) vêm na sequência.

“O Brasil é um fornecedor confiável, com algodão sustentável e livre de contaminantes”, destacou Qauntao Zhou, empresário do setor têxtil da China, durante a mesa redonda do evento Cotton Brazil 2021. Trata-se de um encontro promovido pela Associação Brasileira dos produtores de Algodão (Abrapa).

Leia mais: “Brasil bate recorde na exportação da pluma de algodão”

-Publicidade-

Para os próximos anos, Brasil e China devem ampliar o comércio bilateral. O objetivo do Planalto é superar os Estados Unidos no fornecimento de algodão ao país asiático. Para alcançar esta meta, a Abrapa acredita que o caminho é o aumento de área, já que a cultura no Centro-Oeste — principal região produtora — é semeada como opção de segunda safra. Assim, há a possibilidade de expandir o cultivo depois da colheita da soja na região.

“Júlio Cesar Busato: ‘só vejo tempos bons para a agricultura'”, primeiro capítulo da série A Voz do Agro publicado na Edição 76 da Revista Oeste.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.