Banco do Brasil amplia em quase 30% o crédito destinado ao agronegócio

A carteira para o setor bateu R$ 260 bilhões
-Publicidade-
Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O Banco do Brasil bateu R$ 262 bilhões dedicados à carteira de crédito para o agronegócio em junho. A quantia representa um crescimento de 27% sobre o mesmo mês em 2021.

O destaque da quantia do Banco do Brasil para o setor foi o crescimento dos certificados de direitos creditórios do agronegócio (cerca de 465% no ano). Também houve a expansão das cédulas de produto rural e garantias (75%) e investimento (pouco mais de 60%).

“Em julho, anunciamos o maior Plano Safra da história, destinando R$ 200 bilhões ao agronegócio brasileiro, 48% a mais do que o disponibilizado na safra anterior”, informou o Banco do Brasil, em nota. “Desse montante, R$ 45 bilhões serão destinados a pequenos e médio produtores rurais, R$ 110 bilhões para a agricultura empresarial, R$ 24 bilhões em títulos agro e giro, além de outros R$ 20 bilhões em negócios com a cadeia de valor do agronegócio.”

-Publicidade-

Até a primeira semana de agosto, o banco já havia desembolsado R$ 27 bilhões no Plano Safra 2022/2023. A instituição anunciou ainda que o Circuito de Negócios Agro, evento itinerante, “percorrerá até o fim do ano mais de 80 mil quilômetros, abrangendo 900 municípios, com cinco carretas construídas no formato de agências móveis”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.