Brasil tem aumento na ‘área livre de febre aftosa sem vacinação’

Quatro Estados Brasileiros, além de parte do Amazonas e de Mato Grosso, receberam a chancela da Organização Mundial de Saúde Animal
-Publicidade-
21% do rebanho bovino do Brasil não precisa mais ser vacinados contra doença
21% do rebanho bovino do Brasil não precisa mais ser vacinados contra doença | Foto: J.F.Diorio/Estadão Conteúdo

Desde 2007, Santa Catarina tem o status de zona livre de febre aftosa sem vacinação. Nesta quinta-feira, 27, outros quatro Estados Brasileiros (Paraná, Rio Grande do Sul, Acre e Rondônia), além de parte do Amazonas e de Mato Grosso, entraram para esta lista. Agora, 21% do rebanho bovino do Brasil (cerca de 45 milhões de cabeças de gado) não precisa mais ser vacinado contra a doença. O status gera valor agregado ao produto, abre novos mercados e reduz os custos de produção — a queda é estimada em R$ 170 milhões por ano. A chancela é conferida pela Organização Mundial de Saúde Animal.

“A aftosa tem uma taxa de transmissão mais alta que a covid-19″, ressaltou Diego Viali, chefe da Divisão de Febre Aftosa do Ministério da Agricultura. “Essa é uma demonstração clara de que o vírus não está aqui. Teremos ainda mais credibilidade na área de defesa agropecuária”.

-Publicidade-

Leia também: “Número de startups voltadas ao agro cresce 40% no Brasil”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

  1. O agronegócio brasileiro é um fenômeno. Necessitamos ainda aumentar nosso sistema de armazenagem e melhorar o sistema de escoamento da produção, via férrea e de cabotagem.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site