Brasil deve ter novo recorde de colheita de grãos na safra 2021/2022

Primeira estimativa da Conab indica produção de 289,6 milhões de toneladas
-Publicidade-
Soja segue como a principal cultura produzida e exportada pelo Brasil | Foto: Divulgação/Agência Brasil
Soja segue como a principal cultura produzida e exportada pelo Brasil | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Ao que tudo indica, as dificuldades enfrentadas no campo com a pandemia da covid-19 e as adversidades climáticas não tiraram o otimismo dos produtores rurais. Em sua primeira projeção para a safra de grãos 2021/2022, divulgada nesta quinta-feira, 26, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê uma colheita total de 286,6 milhões de toneladas — um novo patamar recorde, se a previsão se confirmar.

Leia mais: “Tereza Cristina comenta ‘seca’ no país e garante: ‘Não faltou e não faltará alimento’”

O resultado deve ser impulsionado pela produção de soja projetada em 141 milhões de toneladas, com crescimento de 3,9% em relação ao ciclo 2020/2021, quando o país colheu 136 milhões de toneladas. Se consolidado, este também será um volume nunca visto no Brasil, o que manterá o país como o maior produtor e exportador da oleaginosa no mundo.

-Publicidade-

Leia também: “Brasil exportou 21 quilos de alimentos para cada habitante do planeta”

Espera-se também uma expansão de quase 34% na produção de milho, que poderá atingir 116 milhões de toneladas, somando-se as três safras do grão. No ciclo anterior, perdas de produtividade causadas pelo clima, devem resultar em uma colheita de 86,7 milhões de toneladas, conforme última estimativa da Conab divulgada no início do mês.

Confira: “Governo vai retirar imposto para importação de milho”

Para o arroz, a expectativa é de um pequeno aumento de produção, de 0,4%, com projeção de 11,8 milhões de toneladas (ante as 11,7 milhões da safra 2020/2021).

Já para o feijão, a perspectiva é de manutenção de área e aumento da produção, devido à recuperação da produtividade (5,65%), que foi afetada no último ciclo por causa da estiagem.

No caso do algodão, a Conab estima uma safra de 2,7 milhões de toneladas, aumento de 15,8% na comparação anual.

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. A produção de milho está errada. Está perigoso não atingir nem 85 milhões de tonelada por conta da seca e do atraso no plantio da safrinha.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro