Brasil quase triplica a receita com exportações de milho para União Europeia

O faturamento com os embarques de grãos para o bloco entre janeiro e agosto ficou próximo de US$ 1 bilhão
-Publicidade-
Despejando grãos de milho no reboque do trator após a colheita | Foto: Shutterstock
Despejando grãos de milho no reboque do trator após a colheita | Foto: Shutterstock

Entre janeiro e agosto de 2022, o agronegócio do Brasil faturou quase três vezes mais com as exportações de milho para a União Europeia que em igual período do ano anterior. A receita com os embarques do setor saltou de US$ 370 milhões para US$ 970 milhões.

A melhora do faturamento do Brasil ocorre em meio ao aumento no preço e no volume das exportações de milho para a União Europeia. A quantidade embarcada para o bloco em 2022 já chegou a 3,6 milhões toneladas, ou seja, cerca de 80% mais que entre janeiro e agosto de 2021. O preço médio por tonelada saltou pouco mais de US$ 180 para US$ 270. Desse modo, a melhora no valor se aproximou de 50%.

O preço e a disponibilidade do grãos sofrem pressão com a invasão russa à Ucrânia. Dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) mostram que, em 2021, antes da guerra, os produtores ucranianos enviaram quase 24 milhões de toneladas desse alimento para o mundo. O Brasil, que naquele ano foi o terceiro maior exportador, embarcou 27,5 milhões de toneladas.

-Publicidade-

Em 2022, de acordo com a a estimativa do USDA, o Brasil será responsável por 33 milhões de toneladas em exportações de milho. No ciclo seguinte, a quantia deve chegar a 46,5 milhões de toneladas, segundo o órgão.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Uai. Mas não é a europa que é toda preocupada com o meio ambiente, que não usa transgênicos? Não tem jeito. A verdade acaba aparecendo. Quando a fome bate, acaba a frescura…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.