Brasil supera marca de 50 milhões de abates de suínos em um ano

Valor Bruto da Produção desses animais ficou em aproximadamente R$ 30 bilhões
-Publicidade-
Maior parte do abate ocorre em Santa Catarina
Maior parte do abate ocorre em Santa Catarina | Foto: CNA/Wenderson Araujo/Trilux

Ao longo de 2021, a quantidade de abates de suínos no Brasil ficou pouco acima de 50 milhões de cabeças. Houve um crescimento de quase 4 milhões de unidades, em relação ao ano anterior, conforme o levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

O último crescimento anual registrado pela série histórica ocorreu em 2004, a contagem teve início em 1997. O aumento na produção apareceu em todos os meses do ano passado, com destaque para março, com cerca de 500 mil abates de suínos a mais.

Os três maiores produtores somados concentram mais de 65% dos abates de suínos do país. Santa Catarina aparece na primeira posição com quase 30%, seguida por Paraná (20%) e Rio Grande do Sul (pouco menos de 20%).

-Publicidade-

Entre eles, os gaúchos registram o maior crescimento absoluto (quase 1 milhão de cabeças extras). Na segunda posição, aparecem os catarinenses (+800 mil); e na terceira, os paranaenses, com o acréscimo próximo de 800 mil. A alta anual ocorreu em 21 unidades da federação.

De acordo com os dados do Ministério da Agricultura, o Valor Bruto da Produção nacional de suínos ficou em aproximadamente R$ 30 bilhões em 2021. Atualmente, Santa Catarina, responde por cerca de 30% desse montante; Paraná, por mais de 20%; e Rio Grande do Sul, próximo de 20%. Desse modo, os três Estados detiveram quase 70% da quantia total.

Leia também: “O Brasil vai alimentar o mundo”, entrevista concedida por Celso Moretti, presidente da Embrapa, para a Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.