Governo anuncia R$ 40 mi para pesquisas no agro

Os recursos são do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e estão distribuídos para quatro projetos
-Publicidade-
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina | Foto: Guilherme Martimon/MAPA
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina | Foto: Guilherme Martimon/MAPA

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) anunciou, na segunda-feira 28, investimento de mais de R$ 40 milhões para o desenvolvimento de pesquisas no agro. São quatro encomendas bancadas por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

“Eu fico muito feliz em participar do anúncio dessas quatro encomendas para o desenvolvimento do setor de agronegócios”, afirmou Marcos Pontes, ministro do MCTI.

Entre eles, a Rede FertBrasil, por exemplo, recebeu R$ 11 milhões para soluções focadas no aumento da eficiência dos fertilizantes. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) executa o programa, que deve durar 24 meses.

-Publicidade-

Já para o projeto do Instituto Nacional do Semiárido, o MCTI enviou R$ 7 milhões para estudar a  produção de fermento terroir na região para a aplicação em produtos lácteos. O prazo é de 36 meses.

As pesquisas de desenvolvimento de novas tecnologias de avaliação genética aplicadas aos programas de melhoramentos da cana-de-açúcar, encabeçadas pela Universidade Federal de Goiás, conseguiram R$ 12 milhões, para serem usados em três anos.

Por fim, a Embrapa Solos recebeu outros R$ 12 milhões, para usar em dois anos no avanço científico e tecnológico aplicado às múltiplas funcionalidades do solo, com o objetivo de estabelecer uma rede nacional de pesquisas.

Com o aporte, a pasta completa quase R$ 140 milhões em financiamentos para pesquisas no agro nos últimos dois anos. “Em 2021, foram aprovados dentro do CT-Agro um montante de R$ 61,1 milhões”, disse Marcelo Morales, presidente do CT-Agro da Finep. “Em 2022, foram R$ 76 milhões, num total de R$ 137 milhões nos projetos para o desenvolvimento do setor de agronegócio no Brasil”.

“A parceria e a integração tão intensas entre o MCTI e o Ministério da Agricultura, que acredito serem inéditas no país, foram fundamentais para que chegássemos hoje com mais essas conquistas para o setor do agronegócio”, disse Tereza Cristina, ministra da Agricultura. “Mas para o agro seguir avançando, precisamos de investimentos contínuos e ações concretas em prol da inovação”.

Leia também: “O Brasil vai alimentar o mundo”, entrevista concedida por Celso Moretti, presidente da Embrapa, para a Edição 103 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Parabéns pequena e grande mulher ministra Teresa Cristina! Estamos orgulhosas da sua iniciativa com apoio do nosso grande presidente; um dos maiores patriotas de nossa nação!!

  2. Mais o agro, não é a galinha dos ovos de ouro e que estão nadando em dinheiro, porque não financiam suas pesquisas, tirar dinheiro do povo pode?

    1. uééé !! SÓ PARA CUIDAR DE NÓIAS no centro de SAMPA a prefeitura gasta 200 milhões por ano….SÓ A PREFEITURA VIU!!
      E o quê a SOCIEDADE honesta recebe de volta?!! Heim ooohh sabichão honestão hipocrita?!
      RECEBE DE VOLTA aborrecimentos… furtos de fiação de iluminação semaforos internet, assaltos e coações, MERDA E MIJO pra tudo que é lado, arregaçam todos os sacos de lixos só para pegar latinhas e comprar drogas….
      Os comerciantes do centro SOFREM HORRORES, pois todo santo dia tem de chamar a policia para retirar nóias da frente de seus comércios e depois faxinar as merdas deixadas….
      ESSE POVO LATINO é uma bosta viu…só tem dó de gente que NÃO PRESTAM e NUNCA VÃO PRESTAR…gasta–se uma NOTA com pessoas que deveria estarem internadas ou PRESas..

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.