Tereza Cristina: ‘Agropecuária brasileira é solução para desafios da produção sustentável’

Durante o Congresso Brasileiro do Agronegócio, a ministra citou o Plano Safra 'mais verde' para a temporada 2021/2022
-Publicidade-
Ministra Tereza Cristina também falou sobe o resultado da Pré-Cúpula dos Sistemas Alimentares da ONU | Foto: Divulgação/Mídias Sociais
Ministra Tereza Cristina também falou sobe o resultado da Pré-Cúpula dos Sistemas Alimentares da ONU | Foto: Divulgação/Mídias Sociais

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou nesta segunda-feira, 2, que o Brasil será um dos principais fornecedores de alimentos de baixo carbono na próxima década. “A agropecuária brasileira é a solução para os desafios da produção sustentável que enfrentamos”, disse durante o Congresso Brasileiro do Agronegócio 2021.

“A pecuária dá uma aula contra o desperdício”, artigo publicado na Edição 26 da Revista Oeste 

Como parte dessas ações, a ministra citou o lançamento do Plano Safra ‘mais verde’ para a temporada 2021/2022, com ampliação de 101% na linha de crédito do Programa ABC — voltado à agricultura de baixo carbono. “Estamos garantindo um financiamento para reflorestamento e também para sistemas de geração de energia renovável, com biogás e biometano”, acrescentou.

-Publicidade-

Leia também: “O produtor rural é quem mais preserva o meio ambiente”, artigo publicado na Edição 20 da Revista Oeste

Outro projeto citado por Tereza foi o protocolo de carne carbono neutro ou de baixo carbono, lançado em parceria entre a Embrapa e o setor privado. A base desse programa é o sistema de integração lavoura-pecuária-floresta. Segundo ela, a empresa estatal de pesquisas já está desenvolvendo a mesma tecnologia para outras produções agrícolas.

A ministra, que acabou de retornar de Roma, onde participou da pré-cúpula da ONU dos Sistemas Alimentares, falou que na reunião houve, pela primeira vez, um acordo e uma política única entre todos os países da América do Sul e do Caribe. “Essa é uma união importante para que a agenda que será debatida e lançada na Cúpula de setembro, em Nova Iorque, englobe 16 pontos comuns que os países das Américas tiraram como principais”, comentou.

 

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro