Tereza Cristina deve ser presidente da Câmara, defende aliada

Edição da semana

Em Em 26 out 2020, 22:23

Aliada quer Tereza Cristina presidente da Câmara

26 out 2020, 22:23

Ministra foi eleita deputada federal nas eleições de 2018

tereza cristina - ministra como presidente da câmara dos deputados - defende bia kicis

No que depender de uma aliada, Tereza Cristina trocará a Esplanada dos Ministérios pela presidência da Câmara dos Deputados | Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados

Atualmente no primeiro escalão do Executivo federal como ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina pode ser convocada para voltar a ocupar o cargo de deputada federal. Ao menos esse é o desejo de uma aliada do governo no Congresso Nacional, que na noite desta segunda-feira, 26, afirmou que quer vê-la com destaque no Poder Legislativo.

Gostaria muito de ver a ministra Tereza Cristina como presidente da Câmara

“Gostaria muito de ver a ministra Tereza Cristina como presidente da Câmara dos Deputados”, confidenciou a deputada Bia Kicis (PSL-DF) ao ser entrevistada pelo programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan. A ex-vice-líder do governo na Casa, entretanto, admitiu que essa possibilidade talvez nem esteja nos planos da política, que tem vez na Esplanada dos Ministérios desde o início do governo Bolsonaro, em janeiro de 2018.

Leia mais: “Obrigar ‘vacina experimental’ é ação ‘ditatorial’, diz Bia Kicis”

Tecnicamente, tal possibilidade é real. Isso porque Tereza Cristina (DEM-MS) foi eleita em 2018 para desempenhar a função de deputada federal — requisito básico para eventualmente concorrer à presidência da Câmara, que elegerá sua nova Mesa Diretora no início do ano que vem.

Experiência no Congresso

Escolhida pelo presidente Jair Bolsonaro para comandar a pasta responsável pela definição de políticas voltadas ao agronegócio, Tereza Cristina está, oficialmente, afastada das atividades legislativas. Eleita deputada federal pela primeira vez em 2014 pelo PSB, ela votou a favor da admissibilidade do processo de impeachment contra Dilma Rousseff, em 2016. Dois anos depois, já no DEM, voltou a encarar as urnas do eleitorado de Mato Grosso do Sul, conquistou a reeleição e, agora, é indicada por uma aliada para a presidência da Câmara dos Deputados.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 Comentários

  1. Teresa está desempenhando um otimo trabalho no ministério. Não pode sair !

    Responder
  2. Teresa Cristina deveria ser Presidente da República em 2026.

    Responder
  3. Bem que OESTE poderia nos brindar explicando-nos o que realmente define as cartas marcadas dessas eleições o presidências das casas legislativas. Do equilíbrio entre os poderes temos ciência da importância, mas é humanamente impossível compreender que os ali empossados, há anos, tbm eleitos p POVO, trabalham na contra mão do que se imagina razoável, à favor do POVO. Pergunto: É SÓ O TOMA LÁ DÁ CÁ? O que representam Botafogo Maia e Alcolumbre? Um planilha da Odebrecht, representando pouquíssimos eleitores do meu RJ, q vamos lá!!!Vão eleger Eduardo Paes poxa? O cara das olimpíadas e do 0 x 7, q criticou Lula da Silva por roubar um sitiozinho em Atibaia.
    O outro, o Batore, que substância traz à NAÇÃO? Agora vivemos a desastrosa expectativa de um casuismo com reeleição dos mesmos, quando não factóide igualmente ruim, empossar em 01/02/21 Fernando Bezerra e Ailton Lyra. Pelo amor dos meus filhinhos! Precisamos sermos menos omissos e ISENTÕES, e democraticamente, constitucionalmente, exigir de quem votamos, os congressistas que nos TRAÍRAM, os trairas, a PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado. Isto só ocorrerá voltando às RUAS, como fizemos em 2013, e em 5 anos afastamos o EXECUTIVO do CONLUIO entre os 3 poderes.
    Duvideodó que Tereza Cristina nem passa perto de uma escolha, pelo perfil dos candidatos, nos parecendo sempre “postes” de Renan Calheiros, Sarney, Romero Juca e tantos crápulas que trabalham nos bastidores, sob consulta a Eduardo Paes, FHC, Lula, eunicio, temer, neste nível. Se conseguir, teremos uma madre TEREZA de Calcutá, esperemos sentados, preguiçosos e isentões e omissos que somos.

    Responder
  4. Isso não é querendo enfraquecer o Governo? Tenho minhas dúvidas sobre ganhos , a quem interessa tirar Ministros do Governo, Tentaram tirar Paulo Guedes, conseguiram tirar o Moro e o Waltraub, estão fazendo fúrias contra Sales, já infernizaram o General Heleno e a Da mares. Acredito que há uma estratégia para minar o governo aos poucos, acho que a Bia Kicis ou está equivocada ou está vendo o que nós de fora não vemos.

    Responder
  5. Quem substituiria a ‘Formiga Atômica”, como diz Bolsonaro, no AGRO? Os produtores não aceitariam a saída dela do ministério.
    Não seria o caso da Tereza indicar alguém confiável no Congresso pra presidência?

    Responder
  6. Sair e parar o excelente trabalho que vem fazendo? Por que?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Um caso de amor com a tirania

Na França, é cada vez mais evidente o namoro com o autoritarismo sob o disfarce da racionalidade, da competência administrativa, do bem comum, da justiça social

O custo e o valor de ser ‘contrariador’

Prêmios como o ‘Contrarian Prize’ servem para aplacar o medo que muitos têm de se manifestar em defesa daquilo em que acreditam e assim reduzir o poder social do cancelamento cultural

Mentir e trancar é só começar

“Se você começar a proibir aglomeração em ônibus, vai faltar povo pra abastecer a quarentena vip, né?” / “Aí você captou tudo. Vidas doces importam”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Não é erro, é viés!

Não é uma tese conspiratória imaginar que há, sim, esquema nas pesquisas. Essa é uma possibilidade plausível

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O ex-mártir

O ex-mártir

"O antigo santo da luta anticorrupção, bandido para a esquerda e traidor para os bolsonaristas é um homem como qualqu...
A descoberta do ano

A descoberta do ano

"Desde o primeiro caso de covid-19, boa parte dos políticos viram na epidemia uma belíssima oportunidade para tirar pr...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 37 — 04/12/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês