Ana Paula Henkel comenta debate nos EUA - Revista Oeste

Edição da semana

Em 30 set 2020, 11:03

Ana Paula Henkel comenta debate nos EUA

30 set 2020, 11:03

Evento foi marcado por ataques mútuos e pouca discussão sobre políticas públicas

debate - biden x trump

Joe Biden e Donald Trump relizaram o primeiro debate na noite de ontem, 29
Foto: Divulgação/CNN Brasil

O primeiro debate entre Donald Trump e Joe Biden provavelmente não foi o que o eleitor indeciso esperava. Muito pouco se falou sobre políticas públicas e plataformas a ser exploradas e os candidatos se atacaram mutuamente. Porém, Donald Trump, com quase quatro anos de Casa Branca e números econômicos históricos até janeiro deste ano, antes de a pandemia afetar todo o globo, conseguiu mostrar o que pode fazer, ou refazer, pela saúde econômica do país depois da crise mundial trazida pela covid-19. Ainda, Trump reforça com vigor o apoio à aplicação da lei e da ordem dentro de um cenário de protestos violentos em muitas cidades com governo democrata.

Joe Biden se mostrou mais uma vez, como em suas recentes entrevistas, vago em algumas perguntas. É fato que há uma clara ruptura dentro do Partido Democrata, com duas facções bem distintas — entre os moderados, a ala de Biden, e os extremistas, eleitores do socialista Bernie Sanders. Trump tem uma base sólida, que parece crescer silenciosamente até entre negros, base eleitoral do Partido Democrata. Isso, no entanto, só será comprovado na eleição de 3 de novembro. Já Biden terá dificuldade de trazer os eleitores de Sanders e Alexandria Ocasio-Cortez se não sucumbir às políticas de extrema esquerda do grupo. O próximo debate entre eles está marcado para o dia 15 de outubro.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 Comentários

  1. Trump 2020, simples assim.

    Responder
  2. O mediador do debate era descaradamente a favor dos “democratas”.

    Responder
  3. Como um país, organizado e bem estruturado como os Estados Unidos, pode ter um debate tão bagunçado, para não dizer, zoneado?
    Muitas “caras e bocas ” de parte a parte e praticamente nenhuma proposta do que o país necessita.
    Espero que o próximo debate seja mais objetivo a fim de que as diferenças entre os 2 candidatos e seus respectivos resultados e políticas venham à tona.

    Responder
  4. O Trump precisa diminuir do tom, estava meio pedante.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês