Ao lado de Mandetta, Gilmar Mendes critica militares na Saúde

Em 12 jul 2020, 10:36

Ao lado de Mandetta, Gilmar Mendes critica militares na Saúde

12 jul 2020, 10:36

O ministro do STF afirmou que o “Exército está se associando a genocídio” na pandemia do novo coronavírus

Gilmar Mendes

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes | Foto: Divulgação/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes criticou a ocupação de militares do Exército em cargos do Ministério da Saúde durante a pandemia de coronavírus. Mendes disse que a situação liga o Exército a um “genocídio” causado pela covid-19.

“Não podemos mais tolerar essa situação que se passa no Ministério da Saúde”, criticou Mendes. “Não é aceitável que se tenha esse vazio. Pode até se dizer: a estratégia é tirar o protagonismo do governo federal, é atribuir a responsabilidade a estados e municípios. Se for essa a intenção é preciso se fazer alguma coisa. Isso é péssimo para a imagem das Forças Armadas. É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. É preciso pôr fim a isso”.

As declarações foram dadas durante uma live organizada pela revista IstoÉ e pelo Instituto Brasiliense de Direito Público. O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o médico Drauzio Varella também fizeram parte da bancada de debatedores.

Interferência

Logo depois das declarações de Gilmar, Mandetta também criticou o que chamou de “ocupação militar” da pasta que comandou até abril. Segundo ele, a situação deveria ser tratada com a mesma indignação que ocorreu com as denúncias de que Bolsonaro tentava interferir na Polícia Federal.

“Parece que na minha sucessão trocaram metade, e depois trocaram absolutamente todo o corpo técnico”, acusou Mandetta. “Aí que está o maior problema. Vi toda aquela discussão do ministro Moro e todos abrindo inquérito para saber se havia ingerência na PF. Acho muito importante que nós averiguemos a interferência na PF. Mas e o desmanche do Ministério da Saúde na maior pandemia do século? E não é nem uma interferência no Ministério da Saúde, é uma aniquilação. Uma ocupação militar do Ministério da Saúde”.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

20 Comentários

  1. Quem o Drauzio Varella abraçou na live?

    Responder
  2. Se esse trio (GM, HM, DV) está criticando a “ocupação militar”, já estou gostando. Os minimamente pensantes, se não perceberam, logo perceberão que o Ministério da Saude e o da Educação estavam totalmente aparelhados pelo psdb-psolo-lulopetismo. Tenho certeza que agora os postos chaves, aqueles que controlam a roubalheira, terão gente decente. Quanto aos postos técnicos, no Brasil tem gente de alta qualidade para substituir os que, eventualmente, foram demitidos !! Espero que ocorra idêntica “ocupação militar” no Ministério da Educação, nos postos chaves da roubalheira, e os acadêmicos de nível, nos postos técnicos !!

    Responder
    • Que maravilha a critica ao governo quanto a saúde, isso é sinal que as coisas andam para o lado correto.
      Acredito na instituição militar e que até hoje são exemplos para todo povo brasileiro onde a hierarquia, disciplina, lealdade, perseverança e dedicação são os alicerces para a honestidade.

      Responder
      • Gilmar Mendes assumiu de vez que é um militante político! Não podemos tolerar mais é com esse STF militante político, que persegue quem o critica e que solta bandidos à baciada.

        Responder
  3. ” Justiça tardia, nada mais é, do que Injustiça institucionalizada “. Rui Barbosa

    Responder
    • Parece que o discurso de que o governo federal é o responsável pelas mortes de pessoas, empresas e empregos não está dando certo, então, os detratores tentam mudar a estratégia. Essa gente não se importa com o País, somente com seus interesses pessoais. Querem o retorno dos grupos já bem conhecidos pela sociedade ao Poder. Se serve de consolo, esses grupos prometem “roubar menos”.

      Responder
  4. Infelizmente somos obrigados a ler e ou ouvir os “entendidos políticos” em pandemia, em ano eleitoral. Opiniões sem qualquer base real e totalmente fora de suas pretensas vontades Eleitoreiras e de seus partidos políticos. Vergonha nacional!

    Responder
  5. Só sendo muito canalha este Gilmar Mendes ao afirmar “Não é aceitável que se tenha esse vazio. Pode até se dizer: a estratégia é tirar o protagonismo do governo federal, é atribuir a responsabilidade a estados e municípios. Se for essa a intenção é preciso se fazer alguma coisa. Isso é péssimo para a imagem das Forças Armadas. É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. É preciso pôr fim a isso”. Ele que cobre de seus comparsas de toga, que ainda serão criminalizados por suas atitudes. Hoje se acham os donos do poder, mas isto não durará para sempre.

    Responder
    • Aténcao Sr. Gilmar mendes: o senhor faliu que era preciso fazer alguma coisa. Concordo. Tem que se ver de quem é a real responsabilidade em se afastar a condução do combate ao virus do governo federal; de quem a responsabilidade de não se tratar a saúde dos brasileiros na fase viral de quem é a real responsabilidade de tanto pânico sobre a população. Então vamos fazer alguma coisa, creio eu.

      Responder
  6. Instituto Brasiliense, Isto É, Gilmar Mendes, Mandetta…. instituições e pessoas da mais absoluta credibilidade, só faltou o Lula. Poupem-nos.

    Responder
  7. Que maravilha a critica ao governo quanto a saúde, isso é sinal que as coisas andam para o lado correto.
    Acredito na instituição militar e que até hoje são exemplos para todo povo brasileiro onde a hierarquia, disciplina, lealdade, perseverança e dedicação são os alicerces para a honestidade.

    Responder
  8. Não consigo entender, muito menos aceitar o João Plenário no stf! Claro que ali tudo é possível e aceitável se ninguém for contra o que essa boca mole vomita todos os dias em seus conchavos, ditos sentenças, naquilo que se quer suprema corte ou parlamento kkk Tira o tubo, vai?

    Responder
  9. É revoltante a desfaçatez dessa corja que faz live comentando e fazendo curadoria para manchetes sobre mortes por coronavírus.

    Responder
  10. Isso é o que vemos quando três cretinos se juntam. Saiam sózinhos nas ruas, CANALHAS, e verão o quanto são bem quistos.

    Responder
  11. Que moral esse “sinistro” tem para falar em GENOCÍDIO!
    Genocídio é o que o SUS, com a orientação dos Governadores, Prefeitos e “Sinistros” está fazendo com a população mais carente… Dando a esses infectados somente dipirona e qualquer remédio para febre e os mandando para casa, para morrerem, ou se der, voltarem para o hospital e serem entubados, aumentando a mortandade e as estatísticas.
    Estatísticas essas que são divulgadas para manterem a máquina da corrupção desses criminosos.

    Responder
  12. Lamentavelmente, Gilmar Mendes esta merecendo as qualificações que outro não menos qualificado ministro, Barroso, lhe atribuiu em sessão plenária do Pleno da Suprema Corte: “você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com o atraso e pitadas de psicopatia”. Isto em sessão pública, imaginem em sessões privadas. Agora, qual outro Poder, pode pedir investigações no ambiente interno do STF para verificar quais crimes antidemocráticos cometem?
    Esse mesmo Gilmar, açodadamente pediu na “hashtag pague logo”, ao Poder Executivo que pagasse imediatamente o vale emergencial de r$600,00. Não sei se o governo foi pressionado, mas hoje verificamos que até funcionários públicos que não perdem o emprego NUNCA, receberam vale emergencial. É demais, que país é este?

    Responder
  13. Excelente esses tróia nos atacando. Mandetta dançando mais uma X.

    Responder
  14. A única instituição confiável: FFAA..
    O CONLUIO entre os 3 PODERES acabou com a nossa ingerência, atitude firme, e hj temos um governo eleito democraticamente e HONESTO. É iminente a PRESTAÇÃO DE CONTAS c o CONGRESSO, p PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado. Avançar é focar unicamente nestas pautas. Aqui em MG já mapeamos quem traí nossos votos: Rodrigo Pacheco e Anastasia.

    Responder
  15. Penso que o excelentíssimo endoidou de vez.

    Responder
  16. Esta revista será megafone de Gilmar Mendes? Já paro de acompanhar agora mesmo!
    O Antagonista começou assim…virou blog de fofoca.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias