Augusto Aras dá mais 4 meses de vida para a Lava Jato de Curitiba - Revista Oeste

Edição da semana

Em 9 set 2020, 19:16

Augusto Aras dá mais 4 meses de vida para a Lava Jato de Curitiba

9 set 2020, 19:16

A força-tarefa queria que a prorrogação fosse por um ano

Aras lava jato

Aras em reunião do Conselho Superior do Ministério Público Federal | Foto: Antonio Augusto/PGR

O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, autorizou a continuidade da equipe da força-tarefa da Lava Jato no Paraná até o dia 31 de janeiro. Com isso, as investigações seguirão pelos próximos quatro meses.

Atualmente, 14 procuradores estão cedidos para auxiliar o procurador natural e coordenador dos casos da operação, que desde a semana passada passou a ser Alessandro Fernandes de Oliveira, substituto de Deltan Dallagnol.

O prazo para a permanência da equipe esgotaria nesta quinta-feira, 10. A força-tarefa queria que a prorrogação fosse por um ano. Contudo, Augusto Aras pretende fazer uma regulamentação para substituir o atual modelo de investigações.

Na semana passada, uma liminar no Conselho Superior do Ministério Público autorizou a prorrogação por 1 ano. Mas a PGR entende que cabe apenas ao procurador-geral definir sobre a designação de integrantes.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 Comentários

  1. Somente o POVO UNIDO nas RUAS, como foi feito em 2013, e em 5 anos retiramos o EXECUTIVO do CONLUIO entre os poderes. Pós quarentena haveremos de nos Reunir da mesma forma. O PRESIDENTE ELEITO vem respeitando sua promessa de ñ roubar. Passou da hora de cobrarmos do CONGRESSO respeito ao nosso VOTO. Mostrarem se entenderam as nossas PAUTAS ANTICORRUPÇÃO: PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado, este é o ÚNICO tema, este é o ÚNICO PLANO. Separar o joio do trigo é a única maneira constitucional de apartarmos esse judiciário imundo, em quem não votamos, dos congressistas q nos devem explicações por serem traidores dos seus patrões

    Responder
  2. Foi prorrogado e será novamente. Q o modelo da lava jato tem q mudar isso ninguém tem dúvidas. O ministério público tem tirar da lava jato a seletividade dos alvos. A justiça tem q chegar p todos. pq a operação em São Paulo não rendeu tanto?? Será pq é o berço do PSDB? A lava jato estava virando projeto d poder e isso precisar mudar.

    Responder
    • pois é, PSDB aparelhou muito a PF, como foi dito pelo roberto jefferson (que apesar de ser corrupto, sabemos que ele foi combativo contra a turma do mensalão).

      Responder
  3. Tem algo estranho nesta decisão. A Lava Jato foi e é uma luz contra a corrupção neste país.

    Responder
  4. tem que impichar esse Aras ele foi dvogado do PT e ate hoje nao deu pra entender o pq o Bozo indicou essa figura nefasta para a PGR e alguem tem que forçar o impichamento dessa corrupt

    Responder
  5. 4 meses por que cara pálida? Queremos Lavajato permanente ou enquanto houver desvios para serem investigados.

    Responder
  6. Bozo é o cu da tua progenitora, desgraça.

    Responder
  7. Bolsonaro deu um tito no próprio pé ao indicar esse careta para a PGR. Não se esqueça, Sr. Aras, de que a Lava a Jato é um patrimônio da Nação. Extingui-la é pactuar com a corrupção. Não se mexe em time que está ganhando.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês