Barrett toma posse, e 'STF dos EUA' torna-se conservador - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 27 out 2020, 08:00

Barrett toma posse, e ‘STF dos EUA’ torna-se conservador

27 out 2020, 08:00

Amy Coney substitui Ruth Bader Ginsburg, cuja postura era considerada de esquerda

saiba quem é

“Vou fazer meu trabalho sem medo ou favorecimentos”, prometeu a nova ministra
Foto: Reprodução/YouTube/NBC News

Católica e de perfil conservador, a juíza Amy Coney Barrett tomou posse na Suprema Corte dos Estados Unidos, equivalente ao STF brasileiro, na noite da segunda-feira 26. A magistrada foi escolhida há um mês pelo presidente Donald Trump para substituir Ruth Bader Ginsburg, morta em setembro. A aprovação era esperada porque o Partido Republicano é maioria no Senado. Foram 52 votos a favor e 48 contra. O resultado espelha bem a divisão entre os senadores: todos os democratas votaram para barrar Barrett, enquanto do lado republicano apenas uma senadora se opôs à juíza. Agora, o “STF dos EUA” tem seis juízes conservadores e três de esquerda.

Leia também: “Saiba como funciona o STF de outros países”

“Hoje, a juíza Barrett é a primeira mulher mãe de crianças em idade escolar a ocupar a Suprema Corte”, declarou Trump, durante a posse da nova ministra. Na sequência, ela prestou juramento diante do juiz Clarence Thomas, o decano do tribunal. Ao discursar, a magistrada afirmou que o trabalho de uma juíza  difere da atuação de um senador. De acordo com ela, enquanto o parlamentar elabora políticas a partir de suas convicções, um juiz não pode agir da mesma forma. “Vou fazer meu trabalho sem medo ou favorecimentos. E vou fazer isso de maneira independente dos outros poderes políticos e de minhas próprias preferências”, prometeu Barrett, ao ser ovacionada pelo público presente.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Ela vai ajudar a combater a Besta da Cor Escarlate, Apocalipse.

    Responder
    • A Corte americana está anos-luz distante da nossa.

      Responder
      • Eu diria “anos séculos”, que apesar de ser incorreta, define bem o nosso STFVergonhaNacional.

        Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês