Bia Kicis condena ativismo judicial e progressismo no STF - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 30 out 2020, 17:15

Bia Kicis condena ativismo judicial e progressismo no STF

30 out 2020, 17:15

Deputada ressalta que o novo integrante do STF é um “salto no escuro”, mas ela não vai “bater” em Bolsonaro por causa da indicação

Bia Kicis

Deputada Bia Kicis (PSL/DF) | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) diz que não existe independência entre os poderes e reclama de interferências nas decisões do governo federal. “Pode até existir harmonia, mas não existe independência.”

Em entrevista a Oeste na quinta-feira 29, ela afirma que principalmente o Supremo Tribunal Federal (STF) extrapola suas atribuições.

“O presidente Bolsonaro é o único chefe de poder hoje que a gente pode chamar de democrata, porque não interfere no Judiciário e no Congresso. Não interferiu em nenhum dia”, garante a deputada.

Ela também critica as liminares tomadas por um único ministro do STF, as chamadas decisões monocráticas.

A deputada cita, por exemplo, a decisão da ministra Rosa Weber que, na quinta-feira 29, suspendeu decisão do Conselho Nacional do Meio Ambiente que revogou regras de proteção a áreas de manguezais e de restingas.

“O Supremo, a pedido de um partido de oposição, que quer causar o caos e não deixar o governo Bolsonaro avançar em suas pautas, suspende uma liminar. Foi só uma liminar, sim, mas isso mostra que o governo não consegue avançar suas pautas”, afirma a deputada.

Ministros do Supremo

Ela afirma que a Corte é dividida entre uma turma que “passa a mão e abre as portas para os corruptos” e a outra que, se por um lado é mais combativa na questão da corrupção, é mais ideológica e “avança no ativismo judicial quando se trata de combater o conservadorismo e dar asas ao progressismo”.

Para a deputada, o líder da turma progressista é o ministro Luís Roberto Barroso, que tem “agenda própria como a liberação das drogas e do aborto”.

“Somos contra a corrupção e contra o progressismo, então para a gente não tá bom de nenhum lado”, destaca.

Bia Kicis disse que a ala conservadora que votou em Bolsonaro, inclusive ela, não consegue ver o  avanço das pautas conservadoras.

Kassio Nunes Marques

A deputada espera que o novo ministro da Corte, Kassio Nunes Marques, que toma posse na semana que vem, seja um obstáculo ao ativismo judicial.

“Eu não posso dizer que esteja tranquila, não estou tranquila. Quero esperar as votações dele para conhecer quem é o Kassio Nunes”, afirma Bia Kicis.

Ela ressalta que o novo integrante do STF é um “salto no escuro”, mas ela não deve “bater” em Bolsonaro por causa da indicação, como fizeram alguns.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. Até quando esse STF continuar acima de suas atribuições e repleto de militantes de esquerdas mal preparados para a função de Ministro da Suprema Corte, continuaremos tendo que conviver com as nefastas interferências desses abjetos!
    Enquanto não mudarmos as regras indicações de Juízes de Direito de fato e com experiência comprovada, eliminação da vitaliciedade, e possibilidade de retirada de algum deles de uma maneira mais prática e efetiva, continuaremos reféns de más escolhas de Presidentes!

    Responder
    • Só informo que, caso a mais alta corte decidir obrigar o cidadão tomar vacina sobretudo sem segurança alguma, não tomarei e ninguém me obrigará a viver a possibilidade de sofrer resultados indesejados ou até mesmo a morte. Não é caso para s justiça decidir questões de saúde.

      Responder
  2. Bolsonaro traiu, sim, o seu eleitorado, ao indicar Kassio, claramente comprometido com bandeiras esquerdistas, ao STF. Já o fizera quando sancionou a lei do abuso de autoridade (lei essa que não se aplica a ministros do STF, não é, seu PGR???), tendo ainda referendado o procrastinatório processual chamado “juiz de garantias”. Ele não recebeu meu voto para a prática da velha e fisiológica política. Acaso ele não sabe que o STF está aparelhado para dar consecução a projeto de poder – em plena execução – para a implantação do neomarxismo, e da “nova ordem mundial”, que fazem tábula rasa dos valores cristãos? Ou alguém acha que as teratologias praticadas por ministros do STF decorrem de mera burrice? Quem pensa assim, acorde. Eles pisoteiam deliberadamente a Constituição de caso pensado, em nome (é estarrecedor) da ideologia, obedecendo aos comandos da comunista ONU, em detrimento da nossa Carta Maior.

    Responder
    • Prezado Silvio.
      Estranho esse modo de pensar. juntas suas hipóteses com fatos para deduzir algo absolutamente subjetivo, no entanto numa afirmação convicta de traição do Bolsonaro.
      Felizmente as pessoas que o conduziram à Presidência em 2018, além de não entenderem assim, ficaram perplexas com a tamanha falta de respeito dos cidadãos que fazem de tudo para denegrir as imagens dele e nossa.
      Cada vez mais esses dois mundos vão ficando separados, o dos alienados e desajustados, que engloba os necessitados de mamar nas tetas do Estado, e o nosso.
      Não lhes damos mais sequer ouvidos, falam para si e para os seus.
      Fique tranquilo, mesmo que não consigas entender diferente, se baseie nos dados e fatos!

      Responder
    • Difícil querer queimar o ministro indicado sem conhecê-lo. O presidente não o escolheu a toa, e pediu que nele confiássemos. Outras vezes, achei em não concordar com algumas decisões do presidente, mas tenho que reconhecer que ele estava certo em TODAS as decisões. É o presidente eleito em nosso país, mais confiável da história, um líder verdadeiro, ciente de que trabalha unicamente para o seu povo, apesar de tantos querendo derruba-lo.

      Responder
  3. A Deputada Bia Kicis está absolutamente certa.

    Responder
  4. Depois da última declaração do vice Mourão, tenho minhas dúvidas de que quem é o presidente da república “de fato”. Que a esquerda nanica já governa este país de forma indireta e através do STF, todos nós já sabemos. “Vai comprar a vacina chinesa SIM!” Aquilo ali foi a gota d’água.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês