Ernesto Araújo: 'Biden está mal informado' - Revista Oeste

Edição da semana

Em 30 set 2020, 18:45

‘Biden está mal informado’, alerta Ernesto Araújo

30 set 2020, 18:45

Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo lamenta declaração do candidato democrata

ernesto araújo - joe biden - os pingos nos is

Ernesto Araújo é o titular do Ministério das Relações Exteriores desde o começo do governo de Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/Jovem Pan

As declarações sobre a região amazônica dadas ontem à noite pelo candidato do Partido Democrata à Presidência da República dos Estados Unidos, Joe Biden, não caíram bem entre a diplomacia brasileira. Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo falou sobre o assunto e repreendeu o político norte-americano.

Leia mais: “Ana Paula Henkel comenta debate nos EUA”

A respeito da ameaça feita por Biden durante o debate eleitoral com Donald Trump de promover sanções comerciais caso o país não pare de “destruir a floresta”, o chanceler brasileiro observou que o representante democrata na eleição deste ano precisa se informar corretamente. “Joe Biden está mal informado”, comentou Araújo. A fala dele foi ao ar durante a edição de hoje de Os Pingos nos Is, atração da rádio Jovem Pan que conta com a participação de três colunistas da Revista Oeste: Ana Paula Henkel, Augusto Nunes e Guilherme Fiuza.

“Quem o assessora não lhe deu informações corretas”, prosseguiu o ministro sobre o presidenciável dos Estados Unidos. Nesse sentido, Araújo foi ao encontro do que Ricardo Salles, do Meio Ambiente, tem dito há semanas: o Brasil tem adotado medidas para combater desmatamentos na Floresta Amazônica — e ilegalidades cometidas não são de responsabilidade direta do governo federal.

Relação entre Brasil e EUA

Apesar de afirmar que Joe Biden está desinformado, ao menos em relação à situação da Amazônia, Ernesto Araújo não acredita que o Brasil possa ter problemas caso o Partido Republicano de Donald Trump saia derrotado do pleito que se realizará no início de novembro. Segundo o chanceler, se Biden for eleito, a relação entre os dois países seguirá boa e atendendo aos interesses dos dois lados.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Não dêem atenção pra esse poste xinês! Pois dizem que se esse doente mental for eleito, vão sumir com ele!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês