Bolsonaro anuncia adesão ao programa global de vacinas contra a covid-19 - Revista Oeste

Edição da semana

Em 19 set 2020, 11:50

Bolsonaro anuncia adesão ao programa global de vacinas contra a covid-19

19 set 2020, 11:50

Um dos compromissos de quem adota a iniciativa é garantir imunização de pelo menos 20% da população

vacina contra covid-19, rigo científico, covid-19, coronavírus

Governo federal aposta na vacina desenvolvida pela ela Universidade de Oxford e a AstraZeneca Foto: Liz Masonaer/Pixabay

O presidente Jair Bolsonaro disse, na noite desta sexta-feira 18, que tem intenção de aderir  à Covax Facility, consórcio da Organização Mundial da Saúde para acelerar o desenvolvimento de vacina contra a covid-19.

Ao anuir com a iniciativa, o Brasil se compromete a garantir a imunização de pelo menos 20% da população. Ainda não há informações sobre quanto será investido no programa.

Leia também: Maior fábrica de vacinas da América Latina será no Brasil

Governo federal e Estados apostam em diferentes vacinas

O governo federal aposta na vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a AstraZeneca contra a covid-19. A Fiocruz recebeu R$ 2 bilhões para receber, processar, distribuir e passar a fabricar sozinha o imunizante. A ideia é que os primeiros 15 milhões de doses sejam aplicados em janeiro de 2021 no Brasil.

Já os governos estaduais têm negociações próprias sobre vacinas. São Paulo, por exemplo, aposta na Coronavac, fabricada na China. O Paraná e a Bahia, por sua vez, firmaram parceria com a Rússia para fabricar a Sputnik V.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 Comentários

  1. Importante para acalmar as pessoas que a mídia assustou.
    Pânico e histeria injustificada foram jogados em inocentes.
    Presidente faz um governo muito realista.

    Responder
    • O STF transformou a pandemia em uma bagunça.

      Responder
  2. Gosto do trabalho de Vocês, precisamos de informações de credibilidade com responsabilidade. Parabéns equipe da revista oeste!

    Responder
  3. Ao sermos bem informados aumentamos os nossos acertos nas opiniões. Todo o esforço do GOVERNO CENTRAL demonstrando, nesta epidemia, que trabalhando duro e honestamente o BRASIL dá CERTO. Até verba para o Butantã, para adequação de suas instalações com a vacina chinesa já foi. O b**** do Doria só elogiou a nomeação do Pazuello por isto, acostumado com o tradicional “toma lá dá cá “. E com essas práticas, o Doria vai se afastando cada vez mais do POVO que equivocadamente o elegeu, e jamais o reelegera ou o aprovará para as coisa q seja.

    Responder
  4. Uma desgraça o governo Federal estar participando dessa iniciativa criminosa da Organização Mafiosa de Saúde para produção alucinada de uma vacina porcamente testada, cujos fabricantes serão protegidos contra qq possibilidade de processo por danos causados, usando tecnologias experimentais nunca antes injetadas em humanos, e valendo-se de laboratórios inescrupulosos com históricos de dezenas de processos judicias por danos causados por seus outros produtos, fármacos… que desgraça…

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O pai, o filho e o deboche

O pai, o filho e o deboche

A ideia geral de que não se deve praticar certas coisas em público, porque “pega mal”, parece caminhar rapidamente...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês