Bolsonaro pode vetar PL das Fake News - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 1 jul 2020, 13:26

Bolsonaro pode vetar PL das Fake News

1 jul 2020, 13:26

Texto, que é alvo de questionamentos, foi aprovado no Senado e agora será analisado pela Câmara dos Deputados

jair bolsonaro

Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira, 1°, que pode vetar o Projeto de Lei das Fake News.

O texto foi aprovado nesta terça-feira, 30, no Senado e agora será analisado pela Câmara dos Deputados.

“Acho que na Câmara vai ser difícil aprovar. Agora, se for, cabe a nós ainda a possibilidade de veto, tá ok? Acho que não vai vingar esse projeto, não”, disse Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada.

A proposta teve 44 votos favoráveis e 32 contrários. (VEJA COMO CADA SENADOR VOTOU)

“Eu falei com um senador que votou favorável. Ele falou que como estava na virtual, ele se equivocou. Assim deve ter acontecido com outros”, destacou o presidente.

LEIA MAIS: Projeto das ‘fake news’ divide a Câmara

PL das Fake News

O texto tem gerado críticas tanto de parlamentares quanto de representantes da sociedade civil.

No dia da votação no Senado, inclusive, a hashtag #PL2630Nao figurou no topo da lista dos assuntos mais comentados entre usuários do Twitter no Brasil.

LEIA TAMBÉM: ‘Uma jabuticaba’, diz senador tucano sobre projeto das ‘fake news’

De acordo com registro de Oeste, há quem acusasse a proposta de ser sinônimo de “censura” e “mordaça”.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 Comentários

  1. HORA DA BASE “CENTRÃO” MOSTRAR SUA FORÇA CONTRA ESTA ABERRAÇÃO!! Vamos ver se os cargos valem seus votos!!

    Responder
    • #EngavetaBolsonaro
      QUEM DIRIA… acusado de ser “DITADOR” desde 2018, revela-se o MAIOR DEFENSOR DA CONSTITUIÇÃO, DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DOS DIREITOS INDIVIDUAIS. Vê se aprende, MORO!!
      Nada como o “teste DIVINO” do vírus, pra provar o coração das pessoas.

      Responder
  2. Pode vetar, não. DEVE vetar. Isto sim.

    Responder
    • Temos muitas prioridades para serem censuradas no País, antes das Fake News, como o elevado número de parlamentares e assessores, os altos salários no setor público, a estabilidade no emprego, aposentadorias privilegiadas, fundo eleitoral, benefícios e Privilégios.

      Responder
  3. que essa lei 2630 seja o suicídio da esquerda no brasil.

    Responder
  4. Muita coisa para ser censurada antes das fake News como o elevado número de parlamentares e assessores, altos salários no setor público, aposentadorias privilegiadas, estabilidade no emprego, benefícios e privilégios.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

Os novos senhores do mundo

Os gigantes da tecnologia censuram Trump, fazem o que bem entendem e exercem um poder global desmedido. Isso é justo?

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês