Bolsonaro resolve manter Abraham Weintraub no MEC - Revista Oeste

Edição da semana

Em 15 jun 2020, 18:59

Bolsonaro resolve manter Abraham Weintraub no MEC

15 jun 2020, 18:59

Antes de decidir manter Abraham Weintraub no MEC, presidente da República pediu que ministro o ajude a esfriar clima de tensão com o Supremo

manter Abraham Weintraub

Apesar da pressão pela saída do ministro, presidente o manterá | Foto: Marcos Corrêa/PR

Após reunião realizada nesta segunda-feira no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro decidiu manter Abraham Weintraub à frente do Ministério da Educação. Apesar disso, Bolsonaro solicitou ao ministro que o ajudasse a arrefecer as tensões entre o Poder Executivo e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Investigação: Senador pede prisão de ministro

Ontem, domingo 14, o ministro da Educação se reuniu com aproximadamente 15 apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O auxiliar manifestou apoio às mobilizações em favor do governo federal e a atos classificados como “antidemocráticos” pela esquerda. O gesto, entretanto, resultou em críticas de integrantes do Centrão e foi visto como uma espécie de provocação aos membros do STF.

Recados

Na reunião desta segunda-feira, o presidente da República disse a Weintraub que era momento de ele “submergir”, ou seja, afastar-se de eventuais polêmicas sobretudo em relação ao STF. Weintraub é um dos maiores críticos dos ministros do Supremo, e esse tipo de manifestação pública, conforme auxiliares do presidente, tem dificultado uma relação mais azeitada com o Poder Judiciário. “O ministro entendeu o recado. Agora é momento de baixar a temperatura”, admitiu um auxiliar presidencial em caráter reservado a Oeste.

Nas últimas semanas, membros do Centrão e até ministros do Supremo têm pressionado o presidente a exonerar o ministro da Educação. Entretanto, uma eventual saída de Weintraub do governo é tida como sensível para o presidente. Ele sabe que o ministro é a personificação do “bolsonarismo de raiz” entre seus ministros. Ao contrário de outros ex-auxiliares, Weintraub é elogiado pelos filhos do presidente e pela maioria de seus militantes. Principalmente na internet.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

10 Comentários

  1. Torço muito pelo sucesso da revista .

    Responder
    • Um ministro digno. Contrariou muitos interesses. Nada republicanos. Se o Rodrigo Maia, não gosta do ministro, é sinal de que o ministro é uma excelente pessoa.

      Responder
      • Um excelente Ministro da Educação. Parabéns Presidente pela sensatez. Parabéns ministro pela seriedade . Ministro do STF que fala que Bolsonaro não esta a altura do cargo. Ministro do supremo que compara o Presidente da Republica a Hitler. Estes são os mesmos ministros que pedem respeito? tem algo de errado por ai. Brasil Acima de Tudo. Deus acima de Todos. Patria amada Brasil. Nossa Bandeira Jamais será Vermelha.

        Responder
        • Manter o ministro Wentraub e se fingir de bobo para pegar os sabidos deve ser uma tática para este momento. Não polemizar, não responder aos ataques, mudar de assunto. Deixar ir rolando, mas não aceitar se eles “esticarem muito a corda”

          Responder
  2. Também torço muito pelo sucesso da revista que está se distinguindo, depois de um início meio incerto quanto ao posicionamento editorial, tem se afirmado com uma boa fonte de informação para os conservadores, sem ser partidarista ou militante, percebe-se que a imparcialidade tem sido buscada junto com o bom senso e a realidade dos fatos, precisamos de um país melhor, de pessoas melhores, e de instituições, publicas e privadas melhores, Deus abençoe vocês e o Brasil.

    Responder
  3. Weintraub fica. Ministros do STF sem preparo saem.

    Responder
    • E precisa tanto preparo para enfrentar o país da ignorância? PISA-Brasil declarou: país mais ignorante do Planeta, atrás apenas de Nigéria e Etiópia, fala sério é muita ideologia ou falta de informação! , Brazilzuela

      Responder
  4. Assinei a revista recentemente e estou gostando do que está sendo publicado. Parabéns pelo trabalho e que Deus abençoe todos.

    Responder
  5. Sou mais 1 Weintraub que 11 ministros do STF e mais um presidente da Câmara e outro do Senado.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês