Brasil tem de se proteger da Huawei, alerta John Bolton - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 23 jul 2020, 07:10

Brasil tem de se proteger da Huawei, alerta John Bolton

23 jul 2020, 07:10

“Vimos a China roubar dados de bancos e empresas. Eles podem usar isso como vantagem comercial ou até mesmo como uma chantagem”, observou

brasil

O ex-assessor de Donald Trump John Bolton | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

O ex-assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos John Bolton avisou ontem que a tecnologia de 5G oferecida pela chinesa Huawei ao Brasil tem de ser motivo para preocupação. Na semana passada, a empresa foi banida do Reino Unido. E, portanto, países da União Europeia sinalizam que farão o mesmo.

Para Bolton, o presidente Jair Bolsonaro precisa cuidar de seus próprios interesses nacionais ao lidar com a questão. “Os EUA só perceberam a ameaça da Huawei mais tarde. Assim sendo, é um exemplo de um problema mundial. E penso que temos todos que nos preocupar”, afirmou em entrevista à CNN Brasil.

Dessa forma, segundo o ex-assessor de Trump, a problemática tem de ser analisada do ponto de vista da segurança brasileira. “Vimos a China roubar dados e arquivos de bancos, grandes empresas. E eles podem usar isso como vantagem comercial ou até mesmo abertamente como uma chantagem”, observou.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

12 Comentários

  1. Qualquer negócio com a China além de insumos básicos e commodities, de lá para cá, é temerário. Faz parte da cultura chinesa uma certa permissibilidade em seu modo de proceder, principalmente porque quem manda no país é o PCC, Partido Comunista Chinês.
    Temos provas de tentativas de aumento de território por parte da China aqui pelo Brasil, nos anos de 1950 era pelo uso das armas e cooptação de brasileiros marginais e terroristas e, na tentativa atual, já via utilização de dinheiro para compra de entidades físicas e jurídicas venais, tais como Globo, Band, Doria, e alguns outros.
    Não devemos sob qualquer hipótese facilitar esse intento chinês!

    Responder
    • Nomen est omen ! Gosto de coincidencias . Um Marco Polo contemporaneo comentando seriamente a atualidade do Catai ! A ultima frase e´uma alerta a ser tomada em serio!

      Responder
    • Talvez haja um exagero, e isso afeta os comerciantes menores pois há comerciantes trabalhadores e honestos.

      Mas eles precisam de instruções da Bíblia.

      Nesta área, é temerário mesmo :
      Eles possuem leis e controle na manutenção de animais?

      Responder
      • A China tem um péssimo controle sanitário sob a criação de animais, nenhum país do mundo aprova suas carnes com base nos controles Chinese, OU melhorfalta de controle.
        Todavia no caso de commodities agrícolas o Brasil é o grande fornecedor, sem a parcela importada do Brasil muitos chineses morreria de fome.

        Responder
    • Concordo. Está mais do que claro o que a China estava tramando. O mouro partido comunista do mundo, que pune seus cidadãos, que priva-os da sua liberdade, iria ter algum escrúpulo com outros povos? De jeito nenhum.
      Todos aproveitando os bons preços chineses de bens e consumo às custas do povo escravo e ficaram todos dependentes. É hora de acabar com isso!

      Responder
  2. Tem que passar alguma lei ou excluir de vez a China de qualquer contrato!

    Responder
  3. É preciso que o nosso governo, apoiando em 100% pelos militares, proibam venda de terras ao povo Chinês. Temos de ficar atento a esta corja de comunista em nossa política. Precisamos jogar duro com todos. Quem não se enquadrar tem de ser preso e afastado da política, aqueles que não aceitarem, uma passagem sem volta pra outro País. Quanto aos chineses, só permitiremos aqui, aqueles que fugiram deste regime desgraçado e descrente de DEUS.

    Responder
    • Aí vem o STF e anula o intento do Governo. E os militares mijados de medo da vara do Celso só dizem: sim senhor. Pobre Bolsonaro! Num mato sem cachorro e rodeado de um bando de covardes!

      Responder
    • Concordo e acrescento: venda de terras brasileiras NÃO deveria ser permitido para países estrangeiros. O nosso patrimônio territorial há de ser inalienável, exceto para cidadãos brasileiros, observado o interesse nacional.

      Responder
  4. Ultimamente nada que vem da china é confiavel,sabemos que a china é um grande centro comercial e tecnologico do mundo,mas o mundo tem que se mobilizar e desenvolver a sua própria para não depender tanto assim da china.Não podemos vender nosso país em troca de tecnologia e produtos desse país.

    Responder
  5. Todo cuidado é pouco!!

    Responder
  6. Vejam o que esse partido comunista chines fez na Argentina através desse embaixador que esta aqui tocando o terror, para fazer igual ele fez na Argentina e outros Paises. Temos que mandar o mais rápido possível esses comunistas sanguinarios daqui. O que eles fizeram ao mundo não tem perdão, matou milhões de pessoas, nos encarcerou em casa, tirou os nossos direitos de ir e vir e ainda acabou com a economia do mundo. Portanto é expulsar mesmo.!!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

O ataque

A baderna no Capitólio é mais um sintoma da crise da democracia do que a causa de novos problemas

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês