-Publicidade-

Alvo de prisão, mulher de Queiroz é considerada foragida

Márcia Oliveira de Aguiar é alvo da mesma operação que prendeu seu marido na manhã desta quinta, 18
Márcia Aguiar e o marido Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook
Márcia Aguiar e o marido Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook | Mulher de Queiroz

Mulher de Fabrício Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar, é alvo da mesma operação que prendeu seu marido na manhã desta quinta, 18

Mulher de Queiroz
Márcia Aguiar e o marido, Fabrício Queiroz | Reprodução/Facebook

Por determinação do Ministério Público do Rio de Janeiro, a Polícia Civil de São Paulo prendeu na manhã desta quinta-feira, 18, Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro. O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), também expediu mandado de prisão contra a mulher de Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar. Entretanto, os investigadores ainda não sabem o paradeiro dela, que já é considerada foragida.

O casal  e o senador são investigados pelo esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio. Queiroz foi preso em Atibaia, no interior de São Paulo, e deve ir para o Rio, onde é investigado. A operação, denominada Anjo, teve o apoio da Polícia Civil.

O mandado de prisão contra Márcia está sendo cumprido com auxílio da Polícia Federal. Aliás, o TJ-RJ expediu mandado para ser cumprido no mesmo endereço em que Fabrício Queiroz foi preso. No entanto, ela não estava no local. Além disso, também há mandados contra ela no Rio.

Márcia esteve no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio entre 2007 e 2017. Ela foi um dos sete parentes que Queiroz emplacou na estrutura do mandato de Flávio.

Entre os parentes de Queiroz investigados junto com o casal estão ainda a enteada e duas filhas — uma delas é Nathalia Queiroz, conhecida por ser personal trainer.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Boa tarde Revista
    Godtaria muito que fizessem uma reportagem sobre o repasse de 89 mil à peimeira dama. Eu acredito fielmente no Bolsonaro, mas só vejo os jornais de esquerda falando sobre

    Obrigada Revista Oeste

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.