-Publicidade-

Atraso na chegada dos insumos faz Butantan suspender envase da CoronaVac

Segundo o instituto paulista, o cronograma de entrega das doses contratadas pelo Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) está mantido
Entrega das doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde está mantida, garante o Butantan
Entrega das doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde está mantida, garante o Butantan | Foto: Divulgação/GESP

Com o atraso na chegada de novos insumos enviados pela China, o Butantan suspendeu temporariamente o envase da CoronaVac, a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o instituto paulista. Segundo o órgão, no entanto, o cronograma de entrega das doses contratadas pelo Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do governo federal está mantido.

Leia mais: “Butantan entrega mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde”

De acordo com o Butantan, “será possível integralizar todas as 46 milhões de doses referentes ao primeiro contrato com o Ministério da Saúde até o dia 30 de abril”.

Leia mais: “Estudo preliminar indica eficácia da CoronaVac contra variante de Manaus”

“O Instituto Butantan esclarece que não interrompeu a produção da vacina contra o novo coronavírus. Todas as doses provenientes do IFA [Insumo Farmacêutico Ativo] recebido da China já foram envasadas”, informou o órgão em nota.

Ainda segundo o instituto, “cerca de 2,5 milhões de vacinas encontram-se em processo de inspeção de controle de qualidade” e devem ser entregues na próxima semana ao ministério. O Butantan já disponibilizou ao governo federal 38,2 milhões de doses da CoronaVac.

Leia também: “Estudo no Chile mostra que vacinados com CoronaVac têm baixa quantidade de anticorpos”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Essa dupla Doria/Butantã aprecia irritar o governo federal. Em passado recente disseram que se o governo não comprasse mais vacinas, que eles venderiam para a Argentina, e agora simulam paralização por atraso na do IFA chinês. Afinal, Dória não é amigo do embaixador chinês também amigo da Katia Abreu, que conseguiram afastar nosso ministro das relações exteriores?

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.