Baladas, festas e shows voltam em SP com o fim de restrições

Depois de quase 600 dias, estabelecimentos podem funcionar com capacidade total e sem limitação de horário
-Publicidade-
Baladas estão liberadas sem nenhuma restrição em São Paulo a partir de segunda-feira, 1º de novembro
Baladas estão liberadas sem nenhuma restrição em São Paulo a partir de segunda-feira, 1º de novembro | Foto: Victor Vivacqua/Divulgação

Foram exatos 588 dias de espera, mas a partir de segunda-feira 1º todos os estabelecimentos comerciais do Estado de São Paulo poderão voltar a funcionar normalmente, com sua capacidade total e sem limitações de horário. Chegam ao fim as restrições impostas pelas autoridades durante a pandemia de covid-19, que teve início em março de 2020.

Entre os eventos liberados, estão baladas, festas e shows em casas de espetáculo e ambientes fechados em geral. A maioria dessas atividades já vinha ocorrendo no Estado, mas ainda tinha de seguir regras específicas por causa da pandemia, entre as quais manter o público sentado e operar com capacidade reduzida.

-Publicidade-

A partir de amanhã, as únicas normas obrigatórias no Estado são o uso de máscara e a apresentação do chamado “passaporte da vacina” — um comprovante de vacinação contra a covid-19 — em eventos que contem com a participação de 500 pessoas ou mais. O distanciamento social deixa de ser uma regra e se torna, a partir de agora, apenas uma recomendação das autoridades.

Desde o dia 22 de março do ano passado, quando o governador João Doria (PSDB) decretou a quarentena em São Paulo, é a primeira vez que todos os estabelecimentos comerciais ficam autorizados a funcionar sem nenhum tipo de restrição. O Estado é o mais avançado do país em cobertura vacinal contra a covid-19: 87% dos adultos e 68% da população já tomaram as duas doses ou a dose única da vacina.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Anotem ai…lá para o final de janeiro e começo de fevereiro, a mídia informará da mais nova cepa encontrada e novas restrições mil aparecerão juntamente com mais uns milhões de vacinas, que serão empurradas na população…eu já disse num outro comentário, até o mês que antecederá o carnaval, o coronavírus será erradicado do páis…palhaçada.

  2. Avançado com a Vachina, que não tem a mínima eficácia! É mesmo a piada pronta! Tudo isso para liberação do Carnaval, e o povo se veste de palhaço. Pode aglomerar, mas ao ar livre exige máscaras…

  3. O pai do Boulos é um hipócrita. Hoje, um jornalista tchutchuca d JP perguntou como estava a pandemia no Brasil na opinião do bbk. O velho bbk disse qyd ainda, como o governo federal não teve a capacidade de coordenação (sic), a pandemia iria ainda persistir e teremos que usar máscaras por muito tempo. Mas quando perguntaram sobre o Carnaval, o dr bbk disse qyd não iria ter grandes problemas. Isso com uma gagueira for do comum. Médico Cara de pau. Isso não é Médico, é sim um curandeiro político.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.