Barroso afirma que Brasil terá ‘eleições livres’ e ‘instituições funcionando’

'Congresso Nacional, STF e TSE têm sido bons guardiões da democracia', disse o presidente do Tribunal Superior Eleitoral
-Publicidade-
O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, garantiu a realização das eleições de 2022 no Brasil
O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, garantiu a realização das eleições de 2022 no Brasil | Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, voltou a assegurar nesta segunda-feira, 4, a realização de “eleições livres” no Brasil em 2022. As declarações foram dadas durante a participação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) em um seminário promovido em conjunto pelo TSE e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

“Estou seguro de que nós chegaremos às eleições de 2 de outubro de 2022, daqui a um ano, com instituições funcionando, eleições livres e uma campanha aberta, robusta, mas digna”, disse o magistrado. “Felizmente, o Congresso Nacional, STF e TSE têm sido bons guardiões da democracia, que resistiu e se consolidou diante de muitos ataques vindos de diferentes pontos”, prosseguiu Barroso.

Leia mais: “Bolsonaro: ‘Vai ter eleição, não vou melar, fique tranquilo’”

-Publicidade-

Em seu pronunciamento, o presidente do TSE, sem citar nomes, afirmou ainda que há em andamento uma “estratégia antidemocrática que ataca instituições judiciais e eleitorais como forma de minar a democracia”. “Para protegê-la, só há um remédio na farmacologia jurídica: instituições fortes, sociedade civil mobilizada e imprensa livre. Por essa razão, somos todos militantes da proteção da democracia no Brasil”, disse.

Leia também: “Barroso reafirma veto a missões religiosas em terras indígenas; evangélicos criticam”

Barroso não citou diretamente o nome do presidente Jair Bolsonaro, com quem travou um embate público recente em torno das urnas eletrônicas — o presidente da República defendia o voto verificável nas eleições 2022, proposta derrotada no Congresso Nacional.

Leia mais: “Barroso cria comissão no TSE para ampliar transparência das urnas”

“A verdade é que o mal existe e é poderoso, mas não pode mais do que o bem. Esta talvez seja minha crença mais profunda. Resistimos aos ataques e vencemos com verdade e boa-fé. Ao contrário do que os tempos agressivos e cheios de ódio possam sugerir, essas são as forças mais poderosas do universo: trabalho honesto, princípios, verdade e boa-fé”, afirmou Barroso.

Leia também: “Em 1° discurso pós-7 de Setembro, Barroso ataca Bolsonaro e manifesta apoio ao TSE”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.