Revista Oeste - Eleições 2022

Bolsonaro cita nove ministros que vão disputar as eleições em 2022

Substitutos ainda não foram anunciados
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro durante a <i>live</i> no YouTube
O presidente Jair Bolsonaro durante a live no YouTube | Foto/Reprodução: Redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro listou o nome de nove ministros que devem deixar os atuais cargos no governo para disputar as eleições deste ano. O anúncio ocorreu na quinta-feira 10, no canal oficial do presidente no YouTube.

Confira os nomes:

    -Publicidade-
  • Damares Alves — ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos — deve disputar o Senado pelo Amapá;
  • Gilson Machado — ministro do Turismo — vai disputar o Senado por Pernambuco;
  • Tarcísio de Freitas — ministro da Infraestrutura — deve concorrer ao governo de São Paulo;
  • Rogério Marinho — ministro do Desenvolvimento Regional — concorre ao Senado pelo Rio Grande do Norte;
  • Onyx Lorenzoni — ministro do Trabalho — disputa ao governo do Rio Grande do Sul;
  • Tereza Cristina — ministra da Agricultura — concorre ao Senado por Mato Grosso do Sul;
  • Flávia Arruda — Secretaria de Governo — disputa o governo da Bahia;
  • João Roma — ministro da Cidadania — deve concorrer ao governo da Bahia;
  • Marcos Pontes — ministro da Ciência e Tecnologia — concorre a deputado federal por São Paulo.

Bolsonaro também disse que o ex-ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, deve concorrer a deputado federal em São Paulo, e que Tercio Arnaud Tomaz, assessor especial da Presidência, deve entrar em uma chapa como suplente no Senado pela Paraíba.

O presidente afirmou ter “muita esperança” em Tarcísio para o governo de São Paulo. “Passamos um momento difícil na pandemia e todos os ministros se apresentaram para fazer alguma coisa”, disse Bolsonaro.

O presidente ainda disse que deseja que todos os ministros mencionados estejam afastados das funções até 31 de março, mas não explicou como planeja substituí-los. 

A confirmação de Tereza Cristina para o Senado aumentou as expectativas para a possível escolha de Braga Netto, ministro da Defesa, para a Vice-Presidência. 

O balanço final de todos que vão compor a chapa do atual presidente só deve ser confirmado no início de abril, prazo determinado pela Justiça Eleitoral para o afastamento de pré-candidatos a ocuparem cargos públicos.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.