Bolsonaro critica Barroso e Moraes e fala em ‘ditadura da toga’

'A hora dele vai chegar porque está jogando fora das quatro linhas da Constituição há muito tempo', disse o presidente sobre Moraes
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro, alvo do inquérito das <i>fake news</i>, reagiu e criticou o ministro Alexandre de Moraes
O presidente Jair Bolsonaro, alvo do inquérito das fake news, reagiu e criticou o ministro Alexandre de Moraes | Foto: Marcos Corrêa/Fotos Públicas

Um dia depois de ter sido incluído pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no chamado inquérito das fake news — que apura a disseminação de supostas notícias falsas —, o presidente Jair Bolsonaro criticou o que classificou como “ditadura da toga” no Brasil.

Em conversa com alguns apoiadores que o esperavam na porta do Palácio da Alvorada nesta quinta-feira, 5, Bolsonaro comentou a investigação determinada pelo ministro do STF com base em pedido apresentado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia mais: “Moraes atende a pedido do TSE e inclui Bolsonaro no inquérito das fake news

-Publicidade-

“Estão me processando por isso. Olha, pessoal, o que é a ditadura da toga. O que dois ministros estão fazendo no Supremo… Barroso e Alexandre de Moraes. Vão me investigar”, disse o presidente. “Será que vão dar uma sentença? Fazer uma busca e apreensão no Alvorada? Como fazem com o povo comum. Será que vão fazer isso? Vão mandar quem aqui, a Polícia Federal ou as Forças Armadas? Baseado no quê?”, indagou.

Leia também: “TSE rebate Bolsonaro e afirma que invasão hacker de 2018 ‘não representou qualquer risco’”

Ainda nesta quinta-feira, em entrevista à rádio 93 FM, do Rio de Janeiro, Bolsonaro voltou a falar sobre o assunto. “O senhor Alexandre de Moraes acusa todo mundo de tudo, bota como réu no seu inquérito. Inquérito sem nenhuma base jurídica para fazer operações intimidatórias, busca e apreensão, ameaça de prisão ou até mesmo prisão”, afirmou o presidente.

“É isso que ele [Moraes] vem fazendo. A hora dele vai chegar porque está jogando fora das quatro linhas da Constituição há muito tempo. Eu não pretendo sair das quatro linhas para questionar essas autoridades. Mas acredito que esse momento está chegando”, completou Bolsonaro.

Leia também: “Relatório do TSE admite invasão das urnas eletrônicas”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro