Bolsonaro proíbe Renda Brasil e ameaça ‘cartão vermelho’ na equipe econômica

O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais nesta terça-feira, 15, para jogar uma pá de cal no projeto Renda Brasil, um dos carros-chefes da equipe econômica do ministro Paulo Guedes. 
-Publicidade-
CRISE À VISTA - Jair Bolsonaro ameaça demitir equipe de Paulo Guedes Foto: Marcos Corrêa/PR
CRISE À VISTA - Jair Bolsonaro ameaça demitir equipe de Paulo Guedes Foto: Marcos Corrêa/PR | paulo guedes, impostos, simplificação, reforma tributária, senado

Presidente se irrita com manchetes e faz dura ameaça aos auxiliares de Paulo Guedes

paulo guedes, impostos, simplificação, reforma tributária, senado
Jair Bolsonaro ameaça demitir integrantes da equipe de Paulo Guedes
Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais nesta terça-feira, 15, para jogar uma pá de cal no projeto Renda Brasil, um dos carros-chefe da equipe econômica do ministro Paulo Guedes.

-Publicidade-

Bolsonaro deixou claro em sua publicação que ficou insatisfeito com as manchetes dos jornais — com quem ele tem péssima relação — e atribuiu as informações publicadas ao time de Guedes. “Pode ser que alguém da equipe econômica tenha dito algo. Até 2022, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto-final”, afirmou.

“Acordei surpreendido por manchetes de todos os jornais”, disse o presidente. “Eu já disse que jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos. Quem vier a propor isso, só posso dar cartão vermelho!”, sentenciou.

A afirmação — e especialmente o tom adotado pelo presidente — elevou a temperatura em Brasília e gerou apreensão de que uma nova crise com Paulo Guedes estaria a caminho. O ministro cancelou um compromisso matutino e foi ao encontro de Bolsonaro no Palácio do Planalto. A mercado reagiu — a bolsa de um salto imediatamente.

Mais tarde, Guedes afirmou que a ameaça de “cartão vermelho não era para ele”. Para bancar o programa Renda Brasil, a equipe econômia avaliava congelar aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), proposta que o presidente repudiou. O congelamento de salários é defendido pelo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. O Presidente é quem manda. Descartou o projeto. Agora isto virar crise com o Guedes é intriga fomentada pela imprensa esquerdista que quer derrubar o Guedes a qualquer custo.

  2. Caros repórteres,
    Mais “marola” e sabotagem!
    Essa gente “educada” não admite político do baixo clero, ex capitão do exército conservador e do povo estar governando e colocando o país nos trilhos com a popularidade inigualável….e sem roubo e dinheiro!
    São cabos eleitorais eficientes!
    Att
    Ciro Barros

  3. Vários absurdos em poucas horas:
    1. algum assessor vazando pra mídia uma ideia estúpida que não reflete o que o governo quer
    2. a mídia alavancou isto (até a Revista Oeste, dizendo que o “governo” estuda isso)
    3. Rodrigo Maia, o Botafogo da lista Odebrecht, opinando como se já houvesse projeto nesse sentido
    4. leitores da Oeste chutando o pau da barraca por pouca coisa

    Bolsonaro fez muito bem em fazer essa Live, e a Oeste fez o correto em dar essa informação (errou antes, não agora)

  4. Resta claro pra mim que alguém na equipe econômica quer fritar Paulo Guedes. Guedes não é burro, sabe que uma proposta dessas iria gerar atrito com o Presidente Bolsonaro. Entendo que não foi ele que propôs isso.

  5. Será que a Rev OESTE vai começar também a fazer ilações e gerar notícias apontando fofocas e intrigas? Por favor, não me decepcione. Foco nos assuntos relevantes e conclua após atos administrativos concretos.

    1. Como vc sabe que ele não conversou com o Guedes? Você estava lá? O Presidente é assim mesmo, fala na lata. Guedes o conhece bem. De fato congelamento de aposentadorias é inaceitável.

  6. Guedes vai acabar e dando o fora desse governo.
    Bolsonaro não tem a decência de chegar no Guedes e sua equipe econômica e conversar primeiro,ele simplesmente frita a pessoa nas redes sociais,pois sabe que o gado vai berrar.
    Guedes comunista em 3,2,1!

  7. Parece matéria do G1 com o intuito apenas de gerar boatos e alimentar intrigas e fofoquinhas entre o presidente e Paulo Guedes. Aí, nos bastidores blá, blá, blá… Revista Oeste está mudando e se transformando na velha mídia. Uma pena!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.