Brasil monitora 16 casos suspeitos de hepatite misteriosa

A hipótese mais provável até o momento é que a doença possa estar relacionada ao adenovírus
-Publicidade-
No Brasil, os casos suspeitos estão em investigação
No Brasil, os casos suspeitos estão em investigação | Foto: Reprodução/Pixabay

O Brasil, por meio do Ministério da Saúde, está monitorando 16 casos suspeitos de hepatite aguda grave infantil de origem desconhecida.

Em São Paulo, são sete casos em crianças, que aguardam mais exames para identificar se é a hepatite de origem misteriosa. Os pacientes são acompanhados pelo Centro de Vigilância Epidemiológica.

“Outros casos da doença foram notificados pelo Ministério no Rio de Janeiro (três na capital e três no interior). A morte de um bebê de 8 meses é investigada no Estado. No Paraná, a Secretaria da Saúde informou que são três casos suspeitos.

-Publicidade-

A doença

A hepatite é uma inflação do fígado geralmente causada por uma infecção viral. O que está intrigando os médicos é que até agora nenhum caso deu positivo para os vírus típicos da hepatite já conhecidos, como A, B ou C.

Em entrevista a Oeste, o médico hepatologista Ronaldo Carneiro disse que na maioria dos casos registrados no mundo não há indícios dos vírus já conhecidos causadores da doença.

“Outros vírus também podem atingir o fígado e levar a algum grau de hepatite, o próprio vírus da dengue, chikungunya, zika, covid são vírus que podem causar um grau de hepatite, explicou o médico. “Mas o curioso é que realmente todas essas etiologias foram estudadas e avaliadas nesses pacientes, e nenhuma delas foi identificada como potencial causador dessa hepatite misteriosa.”

A hipótese mais provável até o momento é que os casos possam estar relacionados ao adenovírus, comumente associado a resfriados. “Ele é responsável por quadros respiratórios não graves, como bronquite, pneumonia, infecções de garganta e até diarreia. O que causa grande estranheza é o fato de que não há grande relação com quadros de hepatite historicamente descritos, sobretudo de uma gravidade clínica de como esses casos têm sido observados em outros países”, disse.

Os cientistas estão analisando se o adenovírus envolvido sofreu mutação ou está agindo em conjunto com outra infecção, possivelmente a covid-19.

Indonésia identificou 15 casos

A Indonésia identificou 15 casos de hepatite aguda infantil de origem desconhecida depois de relatar três mortes entre crianças. A informação foi confirmada nesta segunda-feira, 9, pelo ministro da Saúde do país, Budi Gunadi Sadikin.

A Organização Mundial da Saúde informou na semana passada que recebeu relatos de pelo menos 230 casos prováveis ​​de hepatite infantil ou inflamação do fígado em 20 países.

O ministro Budi disse que a Indonésia iniciou uma investigação sobre a doença recentemente, acrescentando que as autoridades não determinaram uma causa definitiva.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.