Brasileira descobre mais de 25 asteroides em projeto da Nasa

A jovem de 22 anos também recebeu um prêmio por encontrar uma rocha espacial importante no programa da Agência Espacial
-Publicidade-
Foto: Divulgação/ Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações
Foto: Divulgação/ Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações

A estudante brasileira Verena Paccola, de 22 anos, descobriu 25 asteroides enquanto participava do programa Caça Asteroides da Nasa e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) em 2020. Um dos corpos celestes encontrados foi considerado tão importante pela Nasa, que acabou rendendo um prêmio à jovem em dezembro de 2021.

A cerimônia de premiação aconteceu em Brasília e contou com a participação de Patrick Miller, criador do programa Caça Asteroides; do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes e dos membros do MCTI.

“Eu fui convidada para fazer um discurso como representante do Estado de São Paulo e recebi troféu, medalhas e certificados pela participação, por ser o primeiro lugar no Brasil e de honra ao mérito”, disse Verena em uma entrevista concedida ao jornal da USP.

-Publicidade-

Segundo a estudante, esse asteroide importante pode se chocar com a Terra. O corpo celeste, chamado de fraco, se movimenta devagar na órbita. A Nasa está colhendo mais informações e analisando qual é a probabilidade de colisão com o planeta.

Interesse em participar do programa da Nasa

Desde pequena, Verena conta que era curiosa e queria conhecer mais sobre o mundo. Ainda criança, ganhou um microscópio antigo da madrinha para explorar a natureza. “Eu levava o aparelho para a escola e colocava formigas e folhas de árvore para analisar. Isso marca muito a minha história, porque eu me considero cientista desde então.”

O interesse por estudar o espaço permaneceu na vida da jovem e, enquanto se preparava para fazer o vestibular de Medicina, o desejo surgiu novamente.

“Eu precisava aprender algo além dos conteúdos do ensino médio e fiquei sabendo da oportunidade de caçar asteroide, me inscrevi e fiz o treinamento on-line para aprender a analisar uma sequência de imagens do Universo”, disse Verena.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.