Butantan prepara fábrica para produzir soro e transformar imunizante líquido em pó

A obra custaria cerca de R$ 34,5 milhões e ficaria pronta até o fim do primeiro semestre de 2023; instituto é o único produtor de soros com certificação no país
-Publicidade-
Instituto Butantan, em São Paulo, terá fábrica exclusiva para produção de soros
Instituto Butantan, em São Paulo, terá fábrica exclusiva para produção de soros | Foto: Alf Ribeiro/Shutterstock.com

O Instituto Butantan planeja construir uma fábrica dedicada exclusivamente à produção de soros, informa o G1. A obra custaria cerca de R$ 34,5 milhões e ficaria pronta até o fim do primeiro semestre de 2023. Atualmente, o instituto é o único produtor de soros com certificação no país.

-Publicidade-

O Centro Avançado de Produção de Soros permitirá que todas as etapas da produção industrial fiquem concentradas em um único local, o que aumentaria a capacidade produtiva. O soro anticovid, que ainda não foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), também seria produzido na fábrica.

Leia mais: “Doria anuncia que China antecipou envio de insumos para o dia 25”

“A fábrica está sendo projetada para atender o aumento da capacidade produtiva. E termos dentro de uma mesma planta as mesmas etapas da produção do insumo tornará o processo mais ágil”, explica a infectologista Fan Hui Wen, gerente do Núcleo de Produção de Soros.

Outro objetivo do Butantan é introduzir a liofilização — a transformação do imunizante líquido em pó, após um processo de desidratação que mantém as propriedades neutralizantes dos soros, mesmo sem refrigeração. “A nova planta terá um equipamento que vai nos permitir produzir soro na forma liofilizada, porque hoje os soros são produzidos de forma líquida”, diz Wen. “Com o processo de liofilização, o soro será transformado em pó. A vantagem é que ele poderá ser mantido em temperatura ambiente, o que torna o transporte dele mais fácil e, provavelmente, vai alcançar regiões a que o soro não chega por causa dessa limitação de temperatura.”

A fábrica funcionará em um prédio dentro do próprio complexo do Instituto Butantan. O espaço projetado é de 6,6 mil metros quadrados.

Leia também: “Butantan entrega mais 1 milhão de doses, mas paralisa produção por falta de insumos”

Com informações do G1

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site