Caminhoneiros convocam nova assembleia para se mobilizar por greve

Em reunião, a classe discutiu pautas para a manifestação de 1º de fevereiro
-Publicidade-
Aglomeração de caminhoneiros em posto de Luziânia (GO)
Aglomeração de caminhoneiros em posto de Luziânia (GO) | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Caminhoneiros autônomos de todo o país marcaram uma nova assembleia, sem ainda data definida, para tentar angariar apoio e definir as pautas de uma nova greve nacional que vem sendo articulada pela categoria para 1º de fevereiro.

Na reunião on-line realizada ontem, quarta-feira 13, com cerca de 50 lideranças dos caminhoneiros, foi discutida uma pauta que vai desde manifestações contra o projeto BR do Mar — que incentiva a navegação pela costa brasileira — ao piso mínimo do frete e reclamações contra a política de preços de combustíveis.

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) manteve a convocação para a greve em 1º de fevereiro. O presidente da entidade, Plínio Dias, afirmou que a definição da pauta é importante para “colocar na mesa” e ser chamado para diálogo com os órgãos responsáveis. “Até agora, não fomos recebidos pelo governo. Por isso, a paralisação”, explicou ele aos demais motoristas.

-Publicidade-

Leia também: “Bolsonaro defende BR do Mar e faz aceno a caminhoneiros”

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.