Capital paulista exigirá ‘passaporte da vacina’ em eventos com mais de 500 participantes

Anunciada pela prefeitura no sábado, a medida passa a valer a partir de quarta-feira
-Publicidade-
O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes
O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes | Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo

A partir da quarta-feira, 1º, a prefeitura de São Paulo vai exigir “passaporte de vacinação” contra a covid-19 em eventos com mais de 500 pessoas. As autoridades paulistanas divulgaram a medida no sábado 28. Pela regra, os participantes terão de provar que tomaram pelo menos uma dose de um imunizante contra a doença.

Leia também: “Israel e a vida pós-coronavírus”, reportagem de Gabriel de Arruda Castro publicada na Edição 74 da Revista Oeste

O frequentador deverá apresentar o comprovante físico ou digital (nas plataformas VaciVida e ConectSus) de vacinação na entrada do evento. A autenticidade do documento será verificada por QR Code, através do aplicativo E-saúde, da prefeitura. Os eventos que não respeitarem a regra estarão sujeitos a penalidades.

-Publicidade-

“Se você tem um evento que reúna mais de 500 pessoas, é mais do que justo e natural que, em benefício da coletividade, a prefeitura passe a exigir o comprovante da vacina”, disse o prefeito Ricardo Nunes (MDB), de acordo com a nota divulgada pela Secretaria de Saúde paulistana.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro