Cármen Lúcia pede parecer da PGR sobre investigação de Bolsonaro

Ministra do STF classificou como 'graves' as críticas do presidente às urnas eletrônicas
-Publicidade-
A ministra Cármen Lúcia, do STF, solicitou à PGR manifestação sobre possível investigação do presidente Jair Bolsonaro
A ministra Cármen Lúcia, do STF, solicitou à PGR manifestação sobre possível investigação do presidente Jair Bolsonaro | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu um prazo de 24 horas para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste a respeito de um pedido de investigação sobre o presidente Jair Bolsonaro, por suas críticas à urna eletrônica no Brasil.

Em novo despacho nesta segunda-feira, 16, a magistrada classificou como “graves” as declarações de Bolsonaro sobre o sistema eletrônico de votação adotado no país.

Leia mais: “Governadores divulgam nota de apoio ao STF contra ‘ameaças e agressões'”

-Publicidade-

“Os fatos narrados nestes autos são graves, de interesse exponencial da República. O manifesto interesse público e superior da nação impõe a observância de prioridade no andamento processual do caso”, anotou Cármen.

Leia também: “Mourão, sobre prisão de Jefferson: STF está ‘extrapolando os limites’”

O pedido de investigação de Bolsonaro foi apresentado por parlamentares do PT, com base em declarações do presidente durante uma live transmitida pelas redes sociais no dia 29 de julho. Esta é a segunda vez que a ministra cobra uma posição da PGR sobre o assunto.

Leia também: “Lira: ‘País precisa de mais trabalho e menos confusão’”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

23 comentários

    1. Mais respeito com as vacas. Essa degenerada come boxta e bebe mijo. Ordinaria safada.
      Desclassificada! Venha cheirar meus dedos dos pes, bitch!

  1. Criticar não pode. E ainda mais que o Congresso soberano rejeitou a proposta defendida por muita gente, além do presidente. Se é rejeitada não há razão para estar discutindo. Acho que milhões de pessoas vão começar a fazer críticas mais pesadas e aí o sTF terá que decidir se poderá prender a todos.

  2. Careca chifrudo do STF que persegue o seu “RICARDAO” deputado Daniel vai fazer inquerito o resto da VIDA mas não colocara a mão no presidente que TEM O POVO MAIRO PODER DA REPUBLICA E TEM O EXERCITO MARCAAREMOS JUNTOS A TOMAR AS CABEÇAS DO G10 MAFIOSO DE advogadinho de porta de cadeira que se acham gente depois da TOGA que receberam e não passa de vermes a ser pisados. Para o careca um veroso “iMoraes não te respeito e nem acato, se encontrar na rua eu te mato”

  3. Carmem Lúcia é aquela ministra que para a solenidade de posse na presidência do STF, convidou o cantor Caetano Veloso com seu violãozinho para cantar o hino nacional. Sabemos que Caetano e bom compositor e razoável cantor, mas extremado ativista da esquerda. Portanto, qual personalidade jurídica ideológica Carmem quis demonstrar?

  4. Grave, aliás GRAVÍSSIMO, é ter uma figura patética como essa idiota integrando a nossa “suprema corte”. Alguém que, cooptada por um colega imbecil, muda de idéia em prejuizo do país.
    O Dia da Pátria tá chegando.

  5. Da vontade de vomitar quando leio despachos de um desses 11 urubus!
    Como é mesmo o mote da Carminha? Pau que bate em Chico bate também…em quem mesmo?!

  6. A Formiga, com ódio da cigarra, votou no inseticida vermelho. Morreram todos, incluindo o Grilo que votou nulo.

    Se quisermos resolver os problemas de vez, então devemos, conjunta ou alternativamente…
    1) Lutar pela realização de um Triplebiscito (candidaturas independentes, voto impresso e restringir os poderes do STF) -> youtu.be/uC8IraYgCCA
    2) Acabar com a “Ditadura do Supremo” -> youtu.be/NBTewR2z_30
    3) Ou, pelo menos, aprovar, via lei ordinária, uma Alternativa ao Voto Impresso que nada mais é que obrigar o TSE a realizar votação paralela em 2% das urnas eletrônicas escolhidas aleatoriamente-> youtu.be/ebVV0EldkOY

  7. Pedido de investigação de parlamentares do PT ? Moral zero. O revezamento que os partidos de esquerda fazem junto ao supremo para atacar o Presidente já extrapolou o direito de ação e desmoralizou o supremo, claro, por culpa dos próprios ministros. É um jogo de cartas marcadas contra o governo federal, que começou por ocasião da diplomação do candidato eleito (quando a ministra Rosa Weber entregou ao PR um exemplar da constituição federal). Tomara que o PGR Augusto Aras continue firme no propósito e obrigação de seguir a Constituição Federal e as leis, que ainda estão em vigor no País, e não se envolva nas disputas políticas, decisões e atos arbitrários e autoritários dos ministros do supremo. Querem envolver o PGR para dar um ar de legalidade às decisões e aos inquéritos ilegais. Ocorre que o Sr. Augusto Aras não é um ser supremo, mas Procurador Geral de Justiça com mandato, embora não eleito, e sim indicado pelo PR de acordo com a lei. Melhor ficar fora dessa e resistir às pressões, inclusive às de seus colegas.

  8. Enquanto isto os processos do Renan, Lula e turminha vão caducando né Vampira Brasileira…… eles não param parecem estar pagando pra ver mesmo.

  9. PODER QUE NÃO EMANA DO POVO E É NOMEADO POR CORJAS, EM PROL DE CORJAS, PELO POVO TEM QUE SER DESITITUÍDO.

    A CORDA VAI CONTINUAR SENDO ESTICADA ATÉ ARREBENTAR E O SANGUE SER DERRAMADO DE NORTE A SUL.

    AS FORÇAS DE SEGURANÇA NÃO ESTÃO AO LADO DO POVO DE SODOMA, E ESTÃO COM A GANGANTA ENTALADA DE IMPUNIDADE E INJUSTIÇA.

    STF – 15 de agosto de 2021

    Polibio F Braga

    https://www.youtube.com/watch?v=HzWTfFD56RE

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro