Cientista chinês defende uso de máscaras por mais ‘dois ou três anos’

Zijie Zhang é diretor médico da farmacêutica Sinovac e está no Brasil há três meses trabalhando no Instituto Butantan
-Publicidade-
No Brasil, cidades adotaram decisões diferentes sobre o uso da máscara
No Brasil, cidades adotaram decisões diferentes sobre o uso da máscara | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Para conter a capacidade de transmissão da covid-19 e a nova variante Ômicron, a população deverá usar máscaras por mais “dois ou três anos”.

A sugestão é do diretor médico da farmacêutica chinesa Sinovac, Zijie Zhang.

“Acredito que teremos de usar máscaras, no mínimo, por pelos menos mais dois anos, talvez três”, disse em entrevista ao jornal Valor Econômico. Ele também afirma que outras medidas restritivas dependerão mais da gravidade de cada momento e das decisões de cada país.

-Publicidade-

Zijie Zhang está trabalhando no Brasil há três meses dentro do Instituto Butantan, em razão da parceria da farmacêutica chinesa com o governo do Estado de São Paulo.

De acordo com ele, a nova cepa impõe desafios aos laboratórios e dá sinais de que a pandemia pode ainda não estar tão perto do fim.

O cientista da Sinovac diz que as primeiras doses das vacinas, tanto a CoronaVac, fabricada pela farmacêutica chinesa, quanto as demais possivelmente são menos eficazes contra a Ômicron do que eram diante das outras cepas.

Dados preliminares revelados na sexta-feira 10 ressaltaram que a eficácia da vacina contra infecções sintomáticas é menor no enfrentamento da Ômicron — para quem recebeu duas doses.

Já para quem teve o reforço da vacina (Pfizer e Moderna) pode aumentar a proteção para mais de 70%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. E sendo chines da sinovac ou qq outra chinesa, não tem credibilidade para nada, pois tem total interesse que façamos o que diz, assim garante sua grana no fim do mês, e os mortos diariamente. .

  2. Somente médicos clínicos gerais terão o meu respeito dora em diante. Tds os “cientistas” e pseudo cientistas estão mancomunados com os grandes laboratórios mundiais. Então para mim, não passam de sócios mercenários delas. O médico pessoal da família, ou mesmo clínico geral tem muito mais credibilidade para mim, por não estar envolto neste mar de lama assassina e pecuniária desse taxo imundo que se tornou a saúde mundial.

  3. “usem máscaras” contanto que sejam chinesas,,, o cidadãozinho sem vergonha! Cria um vírus pra depois vender as “curas” o pior é que ninguém fala mais de onde saiu essa praga

  4. O que essa aberração diz não interessa, afinal chines usar mascara uma vida inteira, eles não sabem o que é liberdade. Mas fico assustada com o grau de aceitação dessa obrigatoriedade em um país onde sempre se falou tanto em direitos e liberdades…. Essa obrigatoriedade para acabar depende de um boicote sério a respeito disso. Já está tendo alguma coisa com passaporte de vacina, mas ainda é pouco. As vacinas nao irão erradicar o vírus chines. Alguém já se perguntou se tudo bem usar mascara o resto da vida?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.