Comitê científico do município do Rio recomenda retorno pleno às aulas

Se cenário epidemiológico continuar melhorando, o réveillon e o carnaval poderão ocorrer sem medidas restritivas
-Publicidade-
Sala de aula da rede municipal de ensino | Foto: Prefeitura do Rio
Sala de aula da rede municipal de ensino | Foto: Prefeitura do Rio

O Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 do Rio de Janeiro recomendou nesta terça-feira, 5, o retorno pleno das aulas presenciais em todas as unidades de ensino públicas ou particulares, nos diferentes níveis de educação.

Para a decisão, os especialistas consideraram a melhora do cenário epidemiológico no município, com menor taxa de transmissão e hospitalizações por covid-19, e o avanço da cobertura vacinal da população.

Leia mais: “Prefeitura de Duque de Caxias decreta fim do uso obrigatório de máscara”

-Publicidade-

Foi mantido o uso obrigatório de máscaras de proteção. As salas de aula poderão voltar a receber a mesma quantidade de estudantes que acolhiam no período anterior à pandemia.

“Casos de evasão escolar devem ser apurados por busca ativa de alunos, que devem ser atraídos novamente à rotina de estudos”, afirmou a prefeitura do Rio de Janeiro.

Réveillon e grandes eventos

“Condicionadas ao avanço do cenário epidemiológico favorável e da continuidade da adesão do carioca à vacinação, festas como o réveillon e o carnaval poderão ocorrer sem medidas restritivas como distanciamento e uso de máscaras”, destacou a prefeitura.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.