CoronaVac: pesquisa indica 3ª dose para pessoas acima de 55 anos

Recuperados naturalmente da covid-19 têm mais anticorpos que pessoas vacinadas com imunizante chinês
-Publicidade-
Foram avaliadas amostras de sangue de 101 pessoas
Foram avaliadas amostras de sangue de 101 pessoas | Foto: Saulo Angelo/Estadão Conteúdo

Pessoas com mais de 55 anos podem ter de tomar uma dose extra da CoronaVac. É o que indica estudo feito pelo Instituto do Coração e pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, publicado na terça-feira 24. A vacina chinesa tem 50,3% de eficácia no enfrentamento da covid-19.

Foram avaliadas amostras de sangue de 101 pessoas (das quais 42 tinham mais de 60 anos) completamente imunizadas com a CoronaVac, 72 que se recuperaram da covid-19 e adquiriram anticorpos por exposição e 36 que compunham o grupo de controle, ou seja, não foram vacinadas nem infectadas.

Baixa imunidade

-Publicidade-

A proteção da CoronaVac é menor que a adquirida naturalmente. Dos participantes vacinados, 95% tinham as células T, responsáveis pela eliminação das células infectadas. Já entre os recuperados, o porcentual era de 99%.

Essa diferença entre a proteção dos vacinados e a dos recuperados é ainda maior quando observada a taxa de anticorpo anti-spike (proteína utilizada pelo vírus da covid-19 para entrar nas células) presente no sangue.

Pessoas acima dos 55 anos recuperadas da infecção de maneira natural apresentaram até seis vezes mais anticorpos anti-spike em comparação a indivíduos com a mesma idade que haviam sido vacinados.

Leia também: “Precisamos falar sobre a CoronaVac”, reportagem publicada na Edição 67 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários

    1. Sr. Júlio, a aplicação da terceira dose não tem nenhuma comprovação que vá funcionar, poderá inclusive produzir mais problemas que soluções, vacinas trazem embutidas na sua fórmula elementos tóxicos ao ser humano. A grande imprensa está nos induzindo ao erro, vacina é prevenção, não salvação. O que tem a maior chance de nos manter vivos é tratamento ao sentir os primeiros sintomas, o que não interessa aos fabricantes e representantes de vacinas, como o Dória.

      1. Concordo totalmente. Somos cobaias e nem podemos questionar. O que antes era 100% e não levava à morte, mudou pra que não se agravava, não necessitaria de internação e por fim não levaria ao óbito. E agora vêm com a terceira dose!?

  1. Incrível como precisa de estudo para comprovar o óbvio, que a imunidade natural é muito mais eficiente, eficaz e efetiva do que a vacinal. E que amostra pequena desse estudo

  2. Vamos ficar ad eternum gastando dinheiro com uma vacina ineficiente? Daqui a pouco recomendam a quarta dose, depois a quinta e assim por diante. Comprar essa porcaria, que sabemos não funcionar, é dar dinheiro para quem provocou a pandemia e agora está faturando horrores com ela. Além do fato de criminosos lesa pátria estarem fazendo política e provavelmente ganhando dinheiro em cima disso.

  3. Somos cobaias e nem podemos questionar. O que antes era 100% e não levava à morte, mudou para “não se agrava”, não necessitaria de internação e por fim não levaria ao óbito. E agora vêm com a terceira dose!?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro