Alemanha pode retomar atividades antes do previsto

Confinamento imposto pelo governo da chanceler Angela Merkel deve terminar no dia 29 de junho, uma semana antes do que está determinado pelo governo.
-Publicidade-
Merkel disse que diálogo com o Afeganistão só ocorrerá se o Talibã não permitir que o país se torne uma base para o terrorismo |  Foto: Arno Mikkor/Flickr
Merkel disse que diálogo com o Afeganistão só ocorrerá se o Talibã não permitir que o país se torne uma base para o terrorismo | Foto: Arno Mikkor/Flickr

Confinamento imposto pelo governo da chanceler Angela Merkel deve terminar no dia 29 de junho, uma semana antes do que está determinado pelo governo

Alemanha - Merkel - coronavírus
A Alemanha de Angela Merkel deve reabrir antes do previsto | Foto: Arno Mikkor/Flickr

O governo da Alemanha estuda antecipar em uma semana o final do confinamento social no país, de 6 de julho para 29 de junho. O país também estuda a possibilidade de suspender as restrições para estrangeiros de 31 países europeus já em meados de junho. O Instituto Robert Koch, estatal de saúde alemã, contabilizou 432 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas e 45 mortes.

-Publicidade-

Outro país que deixará o confinamento a partir de 1º de junho é a Arábia Saudita. Até o dia 31 de maio, a população poderá circular livremente entre às 15 horas e as 6 horas do dia seguinte. A partir da próxima segunda-feira, o horário será das 20 horas até às 6 horas. Apenas Meca não foi incluída no plano e continuará em confinamento por 24 horas. A Arábia teve 2.235 casos e nove mortes nas últimas 24 horas.

O Reino Unido registrou, no dia 15 de maio, sua menor taxa semanal de letalidade das últimas seis semanas, segundo a Secretaria Nacional de Estatística britânica. Foram 4.210 mortes por coronavírus entre os dias 8 e 15 de maio, o menor índice desde a semana que terminou em 3 de abril, que teve 3.801 mortes.

 

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. No estado de Pernambuco nos hospitais privados a queda do número de infectados é visível. Nos hospitais da Unimed Recife e da Hapivida diminuiu muito o número de internados e, também, casos de UTI. Já se tem notícias semelhantes do hospital público. Porém, o governo e a prefeitura resolveram atender a recomendação do salafrário da OMS, envolvida com o medicamento Remdesivir, para não honrar o protocolo do MS. com hidroxicloroquina. Se o governo Paulo Camara tivesse usado a hidroxcloroquina nos pacientes do estado o número de mortes seria bem menor. Ele e o Dória escondeu a medicação para encher as UTIs com seus respiradores superfaturados. Com a palavra a PF.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.