Após espalhar ‘fake news’, ‘youtuber’ será estrela de campanha contra… ‘fake news’

Atila Iamarino garantiu na última semana que a cloroquina não funciona. Agora, será porta-voz de ação promovida pelo TSE
-Publicidade-
O youtuber Atila Iamarino: vai falar contra fake news dias após divulgar fake news | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
O youtuber Atila Iamarino: vai falar contra fake news dias após divulgar fake news | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE | youtuber atila iamarino - fake news

Atila Iamarino garantiu na última semana que a cloroquina não funciona. Agora, será porta-voz de ação promovida pelo TSE

youtuber atila iamarino - fake news
O youtuber Atila Iamarino. Espalhou fake news, mas fará campanha contra as fake news | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Apesar de parte da comunidade médica defender seu uso, ministros com covid-19 apostarem em seus efeitos, o Exército informar que ela está salvando vidas e até um ex-integrante do governo Doria ter se autoreceitado, a cloroquina não funciona. Ao menos é o que garantiu na última semana o youtuber Atila Iamarino. A afirmação, que ignora declarações de quem venceu a luta contra o novo coronavírus, não impediu que influenciador digital de se tornar estrela de campanha contra a divulgação de fake news.

-Publicidade-

Leia mais: “Deputado comunista nega que PL das fake news seja censura

Ou seja: ele divulgou uma fake news e será protagonista de ação publicitária contra as fake news. Isso porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta segunda-feira, 27, que o youtuber será o porta-voz da campanha intitulada “Se for fake news, não transmita”. De acordo com o comunicado do órgão, Atila Iamarino “tem atuado contra notícias falsas durante a pandemia do coronavírus”.

Live com Barroso

Ao ignorar que garantiu que há prova de que a cloroquina não funciona, o youtuber participou de live ao lado do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso. Ele falou que a divulgação de boatos sobre a doença pode levar pessoas à morte.

“Foi divulgada, no Irã, uma informação falsa de que o consumo de metanol evitaria a doença”

“Agora, durante a pandemia da covid-19, foi divulgada, no Irã, uma informação falsa de que o consumo de metanol evitaria a doença. Mais de mil pessoas morreram no país pelo consumo de metanol”, disse Iamarino.

De acordo com Barroso, que debaterá política com Felipe Neto nesta semana, o próprio público pode ajudar na luta contra a disseminação de notícias falsas. “As mídias sociais, as plataformas de internet, os veículos de imprensa e a própria sociedade são os principais atores no enfrentamento da desinformação”, afirmou o ministro.

Campanha multimídia

Com Atila Iamarino de garoto-propaganda, a campanha “Se for fake news, não transmita” será divulgada em estações de rádio, canais de televisão, portais de internet e plataformas de redes sociais. O TSE divulga, por fim, que a ação ainda não tem data definida para começar a ser transmitida.

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro