-Publicidade-

Capital paulista tem queda semanal de 5% nas mortes por coronavírus

Número de infectados pela doença na cidade também ficou menor na mesmo porcentagem e diminuiu 29% na região metropolitana do Estado.
O secretário estadual de Saúde de SP, Jean Gorinchteyn, garante que o Estado tem número de testes comparável ao da Europa | Foto: Governo do Estado de São Paulo
O secretário estadual de Saúde de SP, Jean Gorinchteyn, garante que o Estado tem número de testes comparável ao da Europa | Foto: Governo do Estado de São Paulo | Jean Gorinchteyn, Estado de São Paulo, Cidade de São Paulo, João Doria, Estado de São Paulo, coronavírus, Plano São Paulo, fase amarela, Patrícia Ellen

Número de infectados pela doença na cidade também ficou menor na mesmo porcentagem e diminuiu 29% na região metropolitana do Estado

Jean Gorinchteyn, Estado de São Paulo, Cidade de São Paulo, João Doria, Estado de São Paulo, coronavírus, Plano São Paulo, fase amarela, Patrícia Ellen
O secretário estadual de Saúde de SP, Jean Gorinchteyn, garante que o Estado tem número de testes comparável ao da Europa | Foto: Governo do Estado de São Paulo

Na fase amarela do Plano São Paulo de reabertura econômica, em que o comércio, bares, restaurantes e salões de beleza já estão funcionando, a capital paulista mostra, na prática, que não é o confinamento social que determina a melhora nos índices de infecção e morte pela covid-19.

Nesta-segunda-feira, 3, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou que a cidade teve redução semanal de 5% tanto nas novas contaminações, quanto no número de mortos por coronavírus.

Na região metropolitana, o número de infectados trouxe uma redução ainda mais animadora: 29%.

“São boas notícias que precisam ser registradas com prudência”, avaliou o governador de São Paulo, João Doria, que, no entanto, mantém o Estado sob confinamento obrigatório até 10 de agosto e pediu que a população continuasse a fazer uso de máscaras e do distanciamento social.

Ainda de acordo com Gorinchteyn, o Estado já fez 1.778.000, 25% do total realizado no Brasil.  “Chegamos a níveis de testagem similares aos países europeus, com 23 mil testes diários”.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, deu a entender que, caso os resultados continuem como estão, é provável que a capital consiga passar para a fase verde ainda na próxima sexta-feira, 7 de agosto.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês