Covid-19: China endurece medidas restritivas a populações locais

Medo de nova onda de infecções é a justificativa para decisão confinamento
-Publicidade-

Medo de nova onda de infecções é a justificativa para decisão de confinamento

Xi Jinping, China, Covid-19
O líder chinês, Xi Jinping, determinou aos representantes locais do Partido Comunista a tarefa de comunicar aos cidadãos acerca de novas medidas restritivas | Foto: Reprodução/Flickr
-Publicidade-

Por medo de que o aumento de fluxo de viagens durante o período de férias possa fazer com que infecções de covid-19 aumentem, Pequim resolveu endurecer as medidas restritivas à população do país.

Após a China registrar casos de transmissão local pelo quarto dia consecutivo neste domingo, 27, o chefe do Partido Comunista da capital, Cai Qi, convocou todos os distritos a entrar em modo de “emergência”, fechando complexos residenciais e vilas onde são detectadas infecções.

O centro de tecnologia de Shenzhen, no sul do país, relatou um caso assintomático, um paciente que fez duas viagens de negócios a Pequim neste mês.

Já o distrito de Shunyi, onde todos os casos recentes de coronavírus em Pequim foram registrados, entrou em modo de guerra e está testando seus 800 mil habitantes. As pessoas que não receberam os resultados dos testes não podem sair, disse o governo do distrito.

Autoridades planejam vacinar 50 milhões de pessoas em grupos de alto risco antes das férias do Ano Novo Lunar (a partir de 11 de fevereiro), de acordo com o estatal Global Times.

Leia também: “China atuou para moldar a opinião pública, sobre a covid”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.