Covidão interestadual: respirador roubado em Rondônia é encontrado em Minas Gerais

Equipamento usado em pacientes da covid-19 em estado grave foi levado de hospital do Estado da Região Norte.
-Publicidade-
Respirador de hospital do interior de Rondônia foi encontrado em Belo Horizonte | Foto: DIVULGAÇÃO/PCRO
Respirador de hospital do interior de Rondônia foi encontrado em Belo Horizonte | Foto: DIVULGAÇÃO/PCRO | covidão transestadual - minas gerais - rondônia - belo horizonte - respirador - polícia civil

Equipamento usado em pacientes da covid-19 foi levado de hospital do Estado da Região Norte

covidão transestadual - minas gerais - rondônia - belo horizonte - respirador - polícia civil
Respirador de hospital do interior de Rondônia foi encontrado em Belo Horizonte | Foto: DIVULGAÇÃO/PCRO

Depois dos “covidões” no Rio de Janeiro, em São Paulo e no Pará, chegou a vez de um crime relacionado à saúde e ao novo coronavírus envolver mais de um Estado brasileiro. Nesta semana, um respirador foi recuperado por autoridades em Belo Horizonte (MG). Detalhe: o aparelho havia sido furtado em junho do único hospital de Costa Marques (RO), cidade na divisa com a Bolívia.

-Publicidade-

O equipamento médico foi encontrado em meio a ações da Operação Fôlego, deflagrada em parceria pelas polícias civis de Minas Gerais e Rondônia. Na ocasião, agentes cumpriram mandados de buscas e apreensões. Além disso, um homem foi preso. No Centro da capital mineira, ele foi identificado pelas autoridades apenas como “suspeito”, pois estava com o objeto em sua residência.

Leia mais: “Polícia faz operação contra sonegação fiscal em MG

De acordo com as autoridades responsáveis pela operação, o suspeito afirmou que tinha acabado de receber o material furtado como encomenda. Conforme divulgado pelos policiais, o homem teria a intenção de revender o equipamento — que era o único para atender a população de Costa Marques e arredores. O homem encontrado com o ventilador mecânico foi preso.

O covidão interestadual

Delegado-geral da Polícia Civil de Rondônia, Samir Abboud falou da Operação Folêgo em entrevista coletiva. Em vídeo divulgado pela corporação nesta quarta-feira, 8, ele explicou que o “covidão interestadual” em questão começou a ser apurado a partir de uma denúncia anônima. A partir daí, investigadores começaram a mapear quem teve acesso ao hospital de Costa Marques.

https://www.facebook.com/policiacivilro/videos/980934752376566/

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.