Doria deve detalhar hoje plano estadual de imunização

Governo de São Paulo pretende vacinar as pessoas com a CoronaVac
-Publicidade-
Após pressão de proprietários, Doria libera bares e restaurantes para funcionar até 22 horas em cidades na fase amarela há mais de 14 dias | Foto: Governo do Estado de São Paulo
Após pressão de proprietários, Doria libera bares e restaurantes para funcionar até 22 horas em cidades na fase amarela há mais de 14 dias | Foto: Governo do Estado de São Paulo | João Doria, bares, restaurantes, plano são paulo, reabertura econômica, estado de são paulo

Governo de São Paulo pretende vacinar as pessoas com a CoronaVac

João Doria, bares, restaurantes, plano são paulo, reabertura econômica, estado de são paulo
Decisão da gestão tucana atropela o Ministério da Saúde | Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), deve anunciar nesta segunda-feira, 7, o plano estadual de vacinação com a CoronaVac (conhecida na internet como “vachina”). O imunizante experimental é produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A previsão é que a CoronaVac comece a ser injetada na população em janeiro de 2021, conforme noticiou Oeste. O produto ainda está na terceira fase de teste, em que a eficácia precisa ser comprovada antes de ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Na semana passada, a gestão Doria informou que o relatório final deve ser enviado à Anvisa ainda em dezembro.

-Publicidade-

Durante coletiva de imprensa, na quinta-feira 3, o coordenador do Centro de Contingência da covid-19, José Medina, anunciou que o plano deve começar pelos profissionais de saúde e pessoas acima dos 50 anos. A campanha tende a ser similar a da gripe, que é realizada anualmente em todo o país. “O principal critério a ser utilizado é a vacinação das pessoas acima de 50 anos. São as pessoas quem têm mais risco, são as pessoas que saturam o sistema de saúde. Além disso, a vacinação dessas pessoas quebra o círculo de circulação do vírus”, disse Medina. A decisão do governo tucano atropela os planos do Ministério da Saúde, que prevê a imunização dos brasileiros a partir de março de 2021.

Leia também: “Prefeitura de Americana contraria determinação de Doria”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro