-Publicidade-

Em SP, ‘oferta’ de vacina contra a covid-19 se torna caso de polícia

Procon-SP alerta para anúncios falsos sobre suposto imunizante.
Procon-SP denuncia golpe da falsa vacina
Procon-SP denuncia golpe da falsa vacina | Foto: Divulgação

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de São Paulo (Procon-SP) está em alerta a respeito de anúncios enganosos a respeito de supostas vacinas contra a covid-19. De acordo com o órgão, há golpe on-line em operação neste começo de ano, mesmo diante de nenhum projeto de imunizante contra o novo coronavírus ter sido aprovado no Brasil.

Leia mais: “Encerramento de hospital de campanha pode gerar economia de R$ 250 mil por dia no Rio de Janeiro”

Depois de receber denúncias por meio das redes sociais sobre a suposta oferta de vacina contra a covid-19, o Procon-SP agiu. E transformou tal questão em caso de polícia, conforme explica o diretor-executivo Fernando Capez.

“Abusa do medo e insegurança dos cidadãos”

“As pessoas, diante da grave situação que estamos vivendo, adquirem essas vacinas que, obviamente, não serão entregues”, afirma Capez, lamentando, assim, o fato de algumas pessoas já terem gastado dinheiro com o crime virtual. “Trata-se de um golpe, de uma empresa que não existe, que abusa do medo e insegurança dos cidadãos. Isso é crime e o Procon-SP vai atuar junto com a Polícia Civil”, prosseguiu o executivo do órgão.

Nas ruas

O Procon-SP destaca que o golpe divulga anúncios da falsa vacina contra a covid-19 com o nome de Farmácia 24 horas. Equipe de fiscalização do órgão constatou em ação realizada na manhã desta quarta-feira, 6, que a companhia não existe no local informado no site (Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041, Vila Olímpia, São Paulo-SP). No site, a propaganda fake: uma caixa com o suposto imunizante vendido a R$ 98.

O caso foi encaminhado à Divisão de Crimes contra o Consumidor da Polícia Civil do Estado de São Paulo. Por fim, o Procon-SP divulga os canais pelos quais internautas e a população paulista em geral podem denunciar esse tipo de golpe: @proconsp (Facebook e Instagram), @proconspoficial (Twitter) e pelo site procon.sp.gov.br.

Leia mais: “A supervacina”, matéria de capa da Edição 39 da Revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês