Em Wuhan, mortes por coronavírus não aumentaram com a reabertura das escolas

No marco zero da pandemia, os alunos voltaram às salas de aula em setembro
-Publicidade-
Crianças indo à aula em Wuahn | Foto: Divulgação/Prefeitura de Wuhan
Crianças indo à aula em Wuahn | Foto: Divulgação/Prefeitura de Wuhan

No marco zero da pandemia, estudantes voltaram às salas de aula em setembro

Crianças indo à escola em Wuhan | Foto: Divulgação/Governo de Wuhan
-Publicidade-

A volta às aulas em Wuhan aconteceu na primeira semana de setembro. A cidade chinesa é o marco zero da pandemia pelo novo coronavírus. Ainda assim, sem vacina ou nem mesmo um número de infectados que promovesse a tão falada imunidade de rebanho, a capital da província de Hubei fez com que 1,4 milhão de crianças e adolescentes retornassem às escolas. O resultado: o registro de mortes pela doença não aumentou e os dez pacientes que contraíram a covid-19 depois da reabertura já estão curados.

O boletim de 1º de setembro sobre a evolução da doença em Wuhan mostra que, desde o começo da pandemia, 68.139 pacientes tinham sido contaminados com a doença, dos quais 4.512 morreram. O relatório de 27 de dezembro, o mais atual até aqui, traz o mesmo número de mortes e 68.149 casos confirmados. Contudo, a quantidade de recuperados aumentou de 63.627 para 63.637.

Leia também: “Na China, marco zero da pandemia quer atrair turistas”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comments

    1. Todas as notícias originárias da China precisam ser precedidas com a seguinte frase: – Segundo a ditadura do Partido Comunista CHINÊS a China divulgou hoje…

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site