-Publicidade-

Governo agiliza processo para compra de vacinas contra a covid-19

Imunizantes Covaxin e Sputnik V podem ser adquiridos pelo Ministério da Saúde
Governo abre de licitação para compra de vacina
Governo abre de licitação para compra de vacina | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal confirmou na manhã deste domingo, 21, ação para agilizar a aquisição de dois tipos de vacinas contra a covid-19. Isso porque o Ministério da Saúde resolveu dispensar processo de licitação para contar com doses da indiana Covaxin e da russa Sputnik V.

Leia mais: “Araraquara intensifica medidas de lockdown

A compra, no entanto, depende de aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No momento, Covaxin e Sputnik V aguardam decisão do órgão sobre uso emergencial no Brasil.

De acordo com a Agência Brasil, acordos prévios indicam que o governo brasileiro comprará 20 milhões de doses da Covaxin. A Sputnik V, por sua vez, terá de entregar 10 milhões de doses ao Ministério da Saúde no decorrer dos próximos meses. O investimento previsto é de R$ 1,614 bilhão na vacina indiana e R$ 639,6 milhões na russa.

Cronograma

O Ministério da Saúde divulgou a previsão inicial a respeito do recebimento das doses das vacinas Covaxin e Sputnik V. Confira abaixo:

Covaxin

  • Março — 8 milhões;
  • Abril — 8 milhões;
  • Maio — 4 milhões.

Sputnik V

  • Março — 400 mil;
  • Abril — 2 milhões;
  • Maio — 7,6 milhões.

Vacinação no Brasil

Iniciado no último mês, o programa de vacinação contra a covid-19 no Brasil conta com a aplicação de dois imunizantes: a CoronaVac e a vacina da Universidade de Oxford. No país, elas são administradas pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz, respectivamente.

Painel da covid-19 — os números da doença no Brasil e no mundo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês