Show de arrecadação: lives rendem mais de R$ 17 milhões durante a pandemia

Show de arrecadação: lives rendem mais de R$ 17 milhões durante a pandemia no Brasil.
-Publicidade-
Os irmãos Sandy & Júnior foram campeões de arrecadação em <i>live</i> realizada em 21 de abril| Fotos: Divulgação/Wikimedia Commons
Os irmãos Sandy & Júnior foram campeões de arrecadação em live realizada em 21 de abril| Fotos: Divulgação/Wikimedia Commons | lives - arrecadação - coronavírus

Mais de 120 apresentações on-line foram realizadas desde março e tiveram suas rendas revertidas para o combate ao coronavírus

lives - arrecadação - coronavírus
Os irmãos Sandy & Júnior foram campeões de arrecadação em live realizada em 21 de abril| Fotos: Divulgação/Wikimedia Commons

Segundo a Associação Brasileira de Captadores de Recursos, as lives realizadas por artistas brasileiros de março até o momento já renderam R$ 17,6 milhões a entidades para minimizar os impactos do coronavírus.

-Publicidade-

Como não é possível realizar shows beneficentes, as transmissões ao vivo pela internet se tornaram uma maneira de artistas consagrados usarem sua influência para arrecadar doações às pessoas mais afetadas pela pandemia.

“As lives trouxeram inovação ao setor, recursos necessários e uma forma de engajar e aproximar artistas, celebridades e o mais importante: aproximar a sociedade das organizações e suas causas”, afirma a presidente da associação, Márcia Woods.

No Brasil, a maior quantia arrecadada veio pelos irmãos Sandy & Junior, que se reuniram no dia 21 de abril e conseguiram angariar R$ 5 milhões, quantia revertida em mil toneladas de alimentos para a Organização Não-Governamental Fome de Música; máscaras, álcool em gel e R$ 500 mil para a Central Única das Favelas (Cufa). No auge da live, 2,5 milhões de pessoas assistiam à dupla.

Os pais de Sandy e Júnior também conseguiram levantar, junto com Leonardo e Zezé di Camargo e Luciano, R$ 1,7 milhão para o Hospital do Amor de Barretos, a ONG Amigos do Bem, a Cufa e ao Médicos Sem Fronteiras.

Em termos de duração, ninguém, no entanto, bateu o rapper Emicida, que ficou oito horas no ar para conseguir R$ 807 mil em doações para o Programa Mães da Favela.

O festival One World: Together at Home, organizado por Lady Gaga é até agora a maior iniciativa do gênero no exterior. Reunindo a própria cantora, os Rolling Stones e Elton John, entre outros artistas de renome, o evento conseguiu ganhar US$ 129,7 milhões para a ONG Global Citizen, em 18 de abril, com um show que durou nove horas.

As cinco lives brasileiras com melhores resultados em arrecadação até o momento

  1. Sandy & Junior (21 de abril)
  2. Amigos (20 de abril)
  3. Anitta (10 de maio)
  4. Emicida (10 de maio)
  5. Ivete Sangalo (25 de abril)

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro