Três Estados brasileiros têm casos de falsa aplicação de vacina

Se houver confirmação de erro humano, os profissionais envolvidos poderão perder o registro de enfermagem
-Publicidade-
Casos de falsa aplicação de vacina estão sendo investigados em três Estados brasileiros
Casos de falsa aplicação de vacina estão sendo investigados em três Estados brasileiros | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Brasil já registrou pelo menos quatro casos de falsa aplicação de vacina contra a covid-19 em três Estados diferentes: Alagoas, Goiás e Rio de Janeiro. O Conselho Federal de Enfermagem informou que apura as denúncias desse tipo nas cidades de Goiânia, Maceió, Niterói e Petrópolis, onde enfermeiros não teriam finalizado a aplicação do imunizante. O caso mais recente, ocorrido na sexta-feira 12, em Petrópolis, está sendo investigado também pela Polícia Civil. As denúncias serão apuradas e, se houver a confirmação de erro humano, os profissionais envolvidos poderão perder o registro na categoria.

Leia também: “UFMG desenvolve vacina contra o coronavírus”

Com informações da CNN

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Enfermeiro não teria condição hierárquica para decidir sozinho se aplica ou não a vacina. Alguém superior determina. Que seja tudo bem apurado, mas em caso de punições que não sejam elas aplicadas sobre bodes expiatórios. Oxalá, não estejamos diante de um VACINÃO, como já estivemos diante de MENSALÃO, de PETROLÃO, de COVIDÃO …

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.