Vacina da Oxford: Fiocruz produzirá 700 mil doses por dia

Imunizante recebeu autorização da Anvisa para uso emergencial
-Publicidade-
Também a agência reguladora deu sinal verde à CoronaVac, conhecida na internet como "vachina"
Também a agência reguladora deu sinal verde à CoronaVac, conhecida na internet como "vachina" | Foto: Divulgação/Agência Brasil

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) produzirá diariamente 700 mil doses da vacina experimental contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford. O protótipo de imunizante é financiado pela farmacêutica AstraZeneca e tem 90% de eficácia. É o que informou a presidente da instituição, Nísia Trindade, à CNN Brasil. Segundo ela, a Fiocruz trabalha tanto para fabricar, como para importar o produto. “Desde o início, nosso trabalho foi de termos vacinas prontas”, declarou à emissora, no domingo 17, horas depois de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da pesquisa. Na ocasião, também o órgão deu sinal verde à CoronaVac (conhecida na internet como “vachina”), aposta do governo João Doria (PSDB).

Leia também: “Covid-19: vacinação nacional começa às 17h00 de hoje”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.