Covid-19: Anvisa autoriza estudo da Pfizer para dose de reforço da vacina

A autorização permite os testes em voluntários com, pelo menos, 16 anos de idade
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Mídias Sociais
Foto: Reprodução/Mídias Sociais

A Pfizer vai iniciar os estudos clínicos no Brasil para avaliar o uso de uma possível dose de reforço de seu imunizante contra a covid-19. Na sexta-feira 18, a farmacêutica recebeu a autorização da Agência Nacional de vigilância Sanitária (Anvisa) para a pesquisa.

Leia também: “Coreia do Sul aplicará vacina da Pfizer a 760 mil pessoas que tomaram 1ª dose da AstraZeneca”

De acordo com a CNN, a empresa pretende fazer o estudo com cerca de 900 brasileiros que receberam a segunda dose do imunizante há mais de seis meses. A Anvisa autorizou os testes em voluntários com, pelo menos, 16 anos de idade.

-Publicidade-

“O objetivo primário do estudo é avaliar a segurança e a eficácia de uma dose de reforço da vacina para entender a resposta do sistema imune e a consequente proteção contra a infecção pelo SARS-CoV-2”, afirmou a farmacêutica, em nota.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site